"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

domingo, 27 de março de 2011

Armadilha Mortal

- por René Burkhardt | 25 de Março de 2011

“Ora, a serpente era o mais astuto de todos os animais selvagens que o Senhor Deus tinha feito... Disse a serpente à mulher: ... no dia em que dele comerem, seus olhos se abrirão, e vocês serão como Deus, conhecedores do bem e do mal" (Gn 3). Em outras palavras, Satanás estava dizendo: “Vocês têm direitos! Vocês são filhos do Rei! Não são pouca coisa, não! Onde está a dignidade de vocês? Vocês são muito mais dignos do que aparentam! Vocês são a imagem do próprio Deus, iguais a Ele!”.

Alguém pode dizer que nunca ‘ouviu’ essas palavras, lá no seu íntimo? Se você pode dizer que nunca as ouviu, cuidado! Há um laço sob seus pés, que será puxado e apertado a qualquer momento! Satanás só pode agir com a permissão de Deus, mas Este usa aquele, para nos aperfeiçoar, para provar nossa fé para nós mesmos, para desviar os que são reprovados, enfim, para cumprir Seus propósitos.

Desde o começo, Satanás tentou, com êxito, arruinar a relação pura e direta entre o homem e Deus. Após nossa queda, ele continuou, com muito êxito, a nos afastar do Caminho da reconciliação com Deus. Ele continuou a nos ensinar a sermos soberbos! Ele e nós perdemos o relacionamento de Pai e filhos, entre Deus e nós, por causa da soberba. E este continua sendo o caminho da separação, mesmo depois da obra perfeita de Cristo, porque esse é o caminho inverso àquele que Jesus construiu.

É fácil para Satanás manter aqueles que ainda não conhecem a Cristo, longe de Deus, através da soberba. É o que se vê por todo o mundo, através de toda a História! No afã de serem superiores aos outros, os homens se odeiam e se matam. O rico quer ser ainda mais rico, não para desfrutar de um maior conforto, que sua riqueza inicial já poderia satisfazer, mas para se sentir superior, mais rico do que alguém específico, ou do que todas as outras pessoas. Nações entram em guerra com outras, não pelas questões ideológicas que propagam, mas para agregar ainda mais territórios aos seus e/ou demonstrarem sua superioridade. O empregado entra em competição com seus colegas, para provar que ele é o mais eficiente. A dona de casa explica sua receita para outra mulher, não para que esta aprenda, mas para mostrar a todos que ela é a melhor cozinheira, superior à ‘rival’. E, assim, todos seguem formando ‘inimigos’ o tempo todo, porque a soberba de cada um não permite que exista algo ou alguém superior a si mesmo!

Mas Deus Se revela a todas as pessoas! Todas, sem exceção, recebem orientação do Espírito de Deus, sobre o Caminho certo a seguir. E é aí que Satanás começa a ter trabalho! Ele precisa ‘roubar a semente’, antes que ela germine. Ele precisa ‘secar’ a pequena planta, caso a semente consiga germinar. Ele precisa ‘sufocar’ a grande planta, caso ela consiga crescer. Ele precisa ‘impedir’ que os frutos nasçam, caso a planta se transforme em árvore. E ele encontrou um caminho que facilita seu trabalho, uma grande arma, que ele usa com todos que querem se reconciliar com o Senhor: a religiosidade! Esta, nada mais é do que o uso da soberba, toda a vez que deveríamos negarmo-nos a nós mesmos!

Na medida em que as pessoas aprendem a Palavra de Deus, Satanás faz uso dela, às vezes com sutis alterações, às vezes levando-nos a aplicá-la de forma errada. Diante de Jesus, no deserto, ele usou a Palavra corretamente, mas tentando levar Jesus a fazer um uso indevido dela. E é assim que ele faz conosco, quando percebe que alterar a Palavra não surte mais efeito em nós. Mas, diferentemente de Jesus, muitos de nós temos sucumbido a essa armadilha mortal. E uma das questões que ele mais faz uso é a da santificação.

Todos os nossos pecados estão relacionados à nossa carne: vícios, luxúria, medo, exceto a soberba. Esta é de origem demoníaca, infernal. Como a santificação, a purificação dos pecados, é tratada extensamente na Palavra de Deus, a maior ‘sacada’ de Satanás foi usar a soberba como princípio para alcançá-la, em vez da divinamente indicada submissão à obra do Espírito Santo de Deus! Ele fez o homem pensar que a santificação é uma obra que cabe a si mesmo, por ser digno e totalmente capacitado a efetuá-la.

Aqui entra a sutileza e a sagacidade de Satanás: levando o homem a pensar dessa forma, ele tenta anular por completo a obra de Jesus! Infelizmente, ele tem obtido sucesso com muitas pessoas. É muito comum vermos pessoas se esforçando e conseguindo vencer um vício, como tabagismo, alcoolismo, drogas, por terem se tornado cristãs. No entanto, muitas delas não vencem tal vício por amor a Jesus. No momento de sua conversão, lhes é dito que “agora vocês fazem parte de um grupo onde tais coisas não são praticadas”. E é esta inclusão em um grupo ‘especial’, de pessoas ‘especiais’, que move muita gente! É pura soberba de se achar digno de pertencer a uma comunidade, que é superior ao restante da sociedade, principalmente por conta de sua santidade!

E o pior é que a coisa não pára por aí: depois de ‘vencer’ a concorrência da sociedade em geral, é necessário vencer a concorrência interna no grupo! E o diabo continua soprando nos ouvidos das pessoas: “Você é muito especial! Deus ama você, porque você ‘é o cara’! Quanto mais você se esforçar, mais Ele vai amar você, porque você será superior a esses seus irmãos! Agora que você deixou de fumar, de beber, de usar drogas, de olhar com desejo para as outras pessoas, você precisa mostrar que é mais santo que todos! Quando entrar em uma reunião de oração, faça cara de piedoso. Mostre que você está envolvido com aquilo! É fácil: nem precisa estar pensando em Deus, é só mostrar um semblante triste! Diga a algumas pessoas, discretamente, que você tem jejuado muito, que você tem orado muito, que tem lido muito a Bíblia! E não se esqueça de fazer um ar de pesar, quando alguém disser que não faz essas coisas como você! Exija que se leia a Palavra em pé, para que as pessoas saibam que você respeita a Deus muito mais do que elas respeitam!”.

Tudo isso tem a soberba como combustível, não o amor a Deus, não o reconhecimento do poder transformador do Espírito de Cristo! Assim, as pessoas ‘vencem’ seus erros por acharem que sua dignidade está muito acima deles e, principalmente, muito acima das outras pessoas! Elas caem nessa grande armadilha de Satanás, de trocarem uma espinha no rosto por um câncer violento, que corrói toda e qualquer possibilidade de haver amor a Deus e às outras pessoas, de haver verdadeira felicidade e de haver alguma chance de bom senso! A imagem da perfeição de si mesmas as cega totalmente!

Apesar disso, essas pessoas declaram crer em Deus e se consideram santas! Mas esse Deus, no qual dizem crer, é imaginário! Elas dizem que não são nada diante dele, com pretensa humildade, mas, em seu íntimo, passam o tempo todo pensando no quanto ele as aprova e considera superiores às outras pessoas comuns! E nem percebem que foi a elas mesmas que o Senhor disse: “Nunca as conheci! Apartem-se de Mim!”.

A frase seguinte, que encontrei em um comentário do texto “Trocando a Graça por Qualquer Coisa”, no Blog do Wendel Bernardes, é verdadeira e muito pertinente:

“Para uma galerinha mistificada que existe por aí, santidade é bônus cumulativo de poder, que você faz uso quando percebe que vai precisar de crédito para finalizar a conexão transcendental com êxito. Pura anulação da Graça” (Franklin Rosa, do Blog Conexão da Graça).

16 comentários:

Adriana disse...

Amigo,

As vezes fico a pensar que o inimigo de nossas almas quase não tem muito trabalho a fazer, é tudo uma questão de gerenciamento.

A pior mentira é aquela que contamos para nós mesmos, a soberba (religiosa ou não) e a arrogância travestida de boas obras, são mentiras deslavadas que viciam o ego.

Há cura na cruz, e só assim sabemos quem realmente somos, nas justas medidas e proporções. Vem então a certeza que, tudo que fazemos e o que é gerado em nós vem dEle, e só.

A serpente se alimenta do pó da terra, isto é, a materia prima é aquilo que homem oferece no auto engano.

Vamos parar de dar comidinha para cobrita?

Escreve um livro vai! tá bom a beça.


O&A² K&H²

René disse...

Dri,

O que você pensa faz muito sentido: o inimigo de nossas almas realmente não tem muito trabalho de construção! É mais gerenciamento daquilo que já estamos repletos!

E o auto-engano, a mentira contada insistentemente pra si mesmo, é verdadeiramente a pior atitude pro ser humano! Isto o impede de enxergar a verdade, porque fica cego!

Graças a Deus, que Jesus nos proporcionou a cura pra isso e, ainda por cima, aplica essa cura em nós, quando aceitamos Seu amor gratuito!

Se o Senhor me levar a escrever algum livro, pode ter certeza de que não vou me negar a fazê-lo, mas Ele terá que dar a sabedoria pra isto, porque de mim mesmo não sai nada que preste.

O&A elevados à enésima potência!!!

Elton Morais disse...

Querido René, Paz do Senhor!

Creio que a soberba seja um dos maiores defeitos da humanidade. As pessoas não querem se humilhar, não querem abrir mão dos seus egos.

E o nosso inimigo fica muito feliz com isso. Concordo com a Adriana quando ela diz que o diabo não tem muito trabalho.

O que me deixa mais triste é de ver a soberba dentro da igreja. Recentemente ouvi um pastor (pastor ?) dizer que o crente pode tudo. O que mais vemos nas músicas são os cantores dizendo para determinarmos isso e aquilo, que nascemos para isso e aquilo.

Outra vez, vi o pr. da minha igreja dizer que uma irmã (irmã ?) pediu para ele fazer um culto dos ricos e outro culto para os pobres. Misericórdia!

Faça minhas as suas palavras: "Graças a Deus, que Jesus nos proporcionou a cura pra isso e, ainda por cima, aplica essa cura em nós, quando aceitamos Seu amor gratuito!"

Deus te abençoe grandemente!

René disse...

Meu querido Elton,

A soberba nos leva a olhar a tudo e a todos de cima para baixo. Assim, achamos que somos o estágio mais alto possível, acima de Deus, a Quem não enxergamos, porque Ele é que está acima de tudo e de todos.

Os exemplos que você citou retratam bem isso!

Forte abraço, meu amigo querido, e continue na Paz!

Conexão da Graça disse...

René meu querido, graça e paz!Você foi fundo na sua exposição.Acho que a síndrome mais antiga e mãe de todas as outras é a "SÍNDROME DE PODER", que vc cita logo no início do texto.É o analgésico e narcótico americanizado com configuração contextualizada pelo "OBAMA BIN LADEN" made in U.S.A.: "YES, WE CAN!".Ou seja, nós podemos tudo inclusive trair nossa própria consciência.É cinismo maquiado de liberdade.ABRAÇÃO meu irmão, Franklin.

René disse...

Franklin, meu amigo,

Em primeiro lugar, me desculpe por ter usado sua frase, sem pedir permissão a você. Quando a li no blog do Wendel, eu estava escrevendo este texto e achei que era um belo resumo do assunto!

Você está certo quanto à "Síndrome de Poder"! Penso que todas as pessoas a experimentam em algum momento de suas vidas, em relação a algum assunto. E este texto é exatamente pra chamar a atenção daquilo que leva alguém a experimentar essa síndrome: a soberba! Afinal, quem quer estar por cima, no controle de tudo, senão aquele que se acha superior aos outros, aquele que pensa ser o único capaz disto?

Eu faria um adendo, ao 'slogan' americano: "Yes, we can, because We Are!".

Só não sei se há traição à consciência, nesse caso. Creio que há distorção de valores na consciência, de tal forma que a destruição do próximo para alcançar os próprios objetivos é considerado um caminho normal. Mas há, sim, uma falsa liberdade (puro cinismo) sendo vivida, na medida em que essa liberdade é defendida para todos, inclusive aos que dela são privados, para satisfazer o orgulho dos que têm mais poder.

Valeu, meu irmão, por sua ótima contribuição: antes (sem saber) e depois!

Forte abraço e continue na Paz!

Regina Farias disse...

René,

A soberba espiritual é tão demoníaca, que ela infla o ego e CEGA, distorcendo o sentido de humildade. A pessoa jura que é humilde, que quer aprender mais de Deus, que está mandando muito bem, mas segue cometendo os mesmos equívocos, e pior, equívocos cada vez mais `aperfeiçoados´. E vai em frente convenientemente com seus dois pesos e suas duas medidas `trocando a Graça por qualquer coisa´ que lhe proporcione falsa alegria, falsos amigos, falsa presença/audiência.

Deus tem sido muuuuuuito misericordioso, amoroso, cuidadoso, por me permitir, nesses últimos seis, sete anos, expor minha paixão pela escrita cada vez mais `de outra maneira´. E, com essa lembrança/certeza muito forte em meu peito, eternamente agradecida por algo que eu não tenho o menor merecimento, tenho procurado ser fiel e firme; e essa fidelidade e firmeza só se conseguem nesse Amor, nesse Porto Seguro.

Sei que não é fácil, que os convites e as tentações são inúmeras e estão veladas, disfarçadas de bondade, de beleza, de amizade e com aparência de piedade e, por isso mesmo, a gente se pega dando uma escorregadela de vez em quando... E é aí que eu agradeço aos amigos verdadeiros que percebem isso e me dão um toque do tipo, "veja bem, se ligue, não é por aí..." E, principalmente, agradeço a Deus por hoje ter essa lucidez! E oro `em todo o tempo´ para que Ele não permita que eu caia na armadilha sutil do falso glamour, da futilidade e da inutilidade de certos confrontos, por exemplo. Não sou santa, sou falha, mas inteiramente dependente de um Pai que nos conduz em nossos mais simples atos. Ele nos deu uma consciência como `dial´. Mas é uma escolha que fazemos. Como diz você, Deus se revela a todas as pessoas. Recebemos orientação, é nossa escolha seguir ou se deixar levar pelos encantos transitórios oferecidos pelo maligno.

Sempre que possível gosto de repetir a clássica de Agostinho:

"Prefiro os que me criticam porque me corrigem aos que me bajulam porque me corrompem".

Conto sempre com você na primeira parte dessa máxima, ok?

Valeu!

R.

Regina Farias disse...

Correção:

"... é nossa escolha SEGUIR ou nos deixarmos LEVAR pelos encantos..."

Já dei bronca no meu teclado rss

René disse...

Rê,

Você pegou o 'espírito' do texto e o expôs na primeira frase de seu comentário, desenvolvendo-a depois. Vou repetir aqui, porque ela é o "X" da questão: A SOBERBA ESPIRITUAL É TÃO DEMONÍACA, QUE ELA INFLA O EGO E CEGA, DISTORCENDO O SENTIDO DE HUMILDADE. Esta é a questão, com o adendo do posterior 'aperfeiçoamento' disto!

E isso é resultado do princípio que se parte: reconciliação com Deus porque 'eu sou o cara'! É uma negação do princípio verdadeiro da reconciliação com Deus, através do 'Ele me amou primeiro' e, por Sua Graça, me chamou para essa reconciliação e construiu o caminho para isto!

Com o princípio errado, eu vou seguir por um caminho de engano, mentiroso! E, por ser 'o cara', vou procurar me aperfeiçoar nisto.

Com o princípio correto, ainda que se dê uma escorregadela, de vez em quando, teremos a certeza de que não somos nada e andaremos, somente, no caminho do Seu amor, conforme a Sua vontade!

Seu testemunho, no comentário, é importante para nós e nos serve de estímulo, porque todos somos falhos e não somos santos. Mas temos a possibilidade de entregar a condução de nossa vida ao Senhor!

Valeu!!!

Forte abraço e continue na Paz!

René disse...

Em tempo: se for o caso, pode deixar que chamo sua atenção, sem criticar!

E esse teclado tá precisando voltar pra escola, hein? rsssssssss

Regina Farias disse...

Pode puxar a minha orelha, na boa :)

Quanto às críticas, a gente tem que aprender a conviver com elas; aliás, aprender COM elas.

Podexá, vou colocar o teclado num cursinho intensivo, ou supletivo, telecurso, sei lá rss

René disse...

'Xá comigo!!! Puxo mermo!!!

Acho que a gente sempre aprende com críticas. Na hora, a gente chuta o pau da barraca, mas, depois, a gente pára pra pensar e ponderar!

Seria bom um cursinho via internet pro teclado. Ele já tá ligado, tá ligada? rsssss

Cláudio Nunes Horácio disse...

Nooossa! Perfeito! Dizer mais o quê? Abração.

CARLOS HERRERA disse...

Renê,
Profundo esse texto!
concordo com o comentário do Franklin: Acho que a síndrome mais antiga e mãe de todas as outras é a "SÍNDROME DE PODER"

maninho, tenha um ótimo fim de semana..

René disse...

O que me deixa feliz, Cláudio, é saber que, ao dizer que o texto é perfeito, você está dizendo que tem o mesmo entendimento sobre o assunto. E isto veio do Santo Espírito de Cristo!!!

Abração, meu irmão, e Paz!

René disse...

Valeu, Herrera!!! E, neste caso, o que eu respondi ao Franklin também fica direcionado a você: essa síndrome tem origem na soberba humana!

Bom final de semana pra você também!!!

Forte abraço e muita Paz, querido amigo!