"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

domingo, 2 de janeiro de 2011

A Libertação do Pecado

- por René Burkhardt | 20 de Dezembro de 2010

O Senhor nos diz: "Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, E EU LHES DAREI DESCANSO. Tomem sobre vocês o meu jugo E APRENDAM DE MIM, pois sou manso e humilde de coração, E VOCÊS ENCONTRARÃO DESCANSO PARA AS SUAS ALMAS. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve" (Mt 11). “Eu pedirei ao Pai, e ELE LHES DARÁ OUTRO CONSELHEIRO PARA ESTAR COM VOCÊS PARA SEMPRE, O ESPÍRITO DA VERDADE. O mundo não pode recebê-lo, porque não o vê nem o conhece. Mas vocês o conhecem, pois ELE VIVE COM VOCÊS E ESTARÁ EM VOCÊS. Mas o Conselheiro, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, LHES ENSINARÁ TODAS AS COISAS e lhes fará lembrar tudo o que eu lhes disse. Deixo-lhes a paz; a minha paz lhes dou” (Jo 14). “Que a paz de Cristo SEJA O JUIZ EM SEUS CORAÇÕES, visto que vocês foram chamados a viver em paz, como membros de um só corpo” (Cl 3). “Quando o Espírito da verdade vier, ELE OS GUIARÁ A TODA A VERDADE. Não falará de si mesmo; falará apenas o que ouvir, E LHES ANUNCIARÁ O QUE ESTÁ POR VIR” (Jo 16).

E a Palavra ainda nos diz mais: “Ele se entregou [Cruz] por nós A FIM DE NOS REMIR DE TODA A MALDADE e PURIFICAR PARA SI MESMO UM POVO PARTICULARMENTE SEU, dedicado à prática de boas obras” (Tt 2). “Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo [Cruz] por ela PARA SANTIFICÁ-LA, TENDO-A PURIFICADO pelo lavar da água mediante a palavra, e APRESENTÁ-LA A SI MESMO COMO IGREJA GLORIOSA, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas SANTA E INCULPÁVEL” (Ef 5). “Se confessarmos os nossos pecados, ELE É FIEL E JUSTO PARA PERDOAR os nossos pecados E NOS PURIFICAR DE TODA INJUSTIÇA” (1Jo 1).

Amados, todas essas passagens querem dizer exatamente o que dizem: que o próprio Senhor Jesus nos chama a Ele e providencia, através de Seu Espírito, a nossa purificação, a nossa santificação. Quando Ele diz que o Espírito luta contra a nossa carne, para que a gente não faça o que, porventura, deseja fazer (Gl 5), Ele está dizendo que é Ele mesmo Quem opera a nossa santificação. E Ele acrescenta que Ele próprio é a nossa santificação (1Co 1).

Jesus veio e consumou a obra da Cruz, porque “aquilo que a lei fora incapaz de fazer por estar enfraquecida pela carne, Deus o fez, enviando seu próprio Filho, à semelhança do homem pecador, como oferta pelo pecado. E assim condenou o pecado na carne, a fim de que as justas exigências da lei fossem plenamente satisfeitas em nós, que não vivemos segundo a carne, mas segundo o Espírito” (Rm 8). Em outras palavras, nem mesmo a perfeita Lei de Deus é capaz de nos levar à santificação, sem a qual não veremos o Senhor! Muito menos, leis que procedem de homens o farão! Somente o Espírito de Deus pode fazer essa obra!!!

“Mas como pode ser isto? Como que o Espírito Santo vai mudar alguma coisa em mim?”, perguntam alguns. “Se eu não derrotar o pecado que existe em mim, nunca chegarei ao Senhor!”, declaram outros. “Tudo bem, têm coisas que só o Espírito pode fazer, mas, muitos pecados, sou eu que devo derrotar!”, exclamam ainda outros.

Amados, se pudéssemos derrotar algum pecado em nós, conseguiríamos derrotar qualquer pecado, bastando, para isto, a aplicação diferenciada de esforço próprio! E, assim, o único caminho que leva a Deus seria a obediência a leis, não Jesus! “Aaahhh, mas Jesus veio em socorro dos fracos e oprimidos. Os outros podem e devem lutar contra o pecado e vencê-lo!”, alguém poderia argumentar. Mas isto seria verdade? É o que diz a Palavra da infinita sabedoria de Deus? Não! Ela diz: “Mas agora, SEM LEI, se manifestou a justiça de Deus testemunhada pela lei e pelos profetas; justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo, para todos {e sobre todos} os que crêem; porque NÃO HÁ DISTINÇÃO, pois todos pecaram e [TODOS] CARECEM da glória de Deus” (Rm 3).

O grito desesperado de Paulo ecoa através dos séculos, no coração de cada pessoa: “Desventurado homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte?” (Rm 7). Esta é a constatação inequívoca de que ninguém consegue se livrar do pecado, se não for pelo poder do Espírito Santo! Não adianta dizermos “tem misericórdia de mim, Senhor, que eu Te pagarei todas as minhas dívidas contigo!”, porque esta é a declaração de uma mente insana que desconhece o real valor dessas dívidas e, pior ainda, desconhece a sua própria condição miserável de incapacidade de vencer o pecado!

Jesus disse que não adianta nós dizermos que não matamos, não adulteramos, não cobiçamos, porque esses pecados estão entranhados em nós, muito antes de serem ou não cometidos de fato! Este é o grande problema humano diante do pecado: não reconhecer que ele está dentro da pessoa, ainda que esta faça um esforço sobre-humano para não cometê-lo de fato, de forma aparente! E o não reconhecimento disto impede o arrependimento, pois a pessoa se considera justa e justificada pelo seu esforço de não cometer aquilo que está enchendo a sua mente, o seu coração! E sem arrependimento não há salvação!

Enquanto nós dissermos que estamos no controle, que só precisamos de mais um tempinho, mais um pouco de esforço para eliminar um pecado, estaremos nos enganando e impedindo que o Espírito Santo atue na nossa plena purificação. O Espírito de Deus só age em nós, quando entregamos totalmente a Ele a responsabilidade de nos libertar do pecado. Sem isto, Ele deixa que façamos do nosso jeito, na nossa força, até chegarmos ao arrependimento de nossas obras mortas (esses esforços) e à confissão da nossa incapacidade de vencermos. Até isto acontecer, nós lutamos e caímos, lutamos e caímos, e chegamos a desesperar de nossa própria vida. Chegamos a pensar que a santificação é algo inatingível e que nunca veremos a Deus. É nesta hora que gritamos: “Miserável homem que sou!! Quem me livrará do corpo desta morte??”.

Então o Espírito Santo responde: “Graças a Deus, por Jesus Cristo!”. Aí, Ele entra no assunto e assume o controle total. Começa a grande luta contra a nossa carne. Enquanto Ele não vence definitivamente esta luta, Ele providencia para que nossos meios de cometer o pecado sejam cada vez mais enfraquecidos, até não existirem mais, ou que eles sejam usados somente para o bem, jamais para pecar. Ao mesmo tempo, Ele age nas próprias circunstâncias de nossa vida, para que não tenhamos mais a oportunidade para pecarmos. Isto Ele faz impedindo que haja a ocasião propícia, ou nos fazendo ter nojo, até mesmo raiva, do objeto do nosso pecado, ou ainda, colocando pessoas próximas de nós, diante das quais somos impedidos de pecar, por pura vergonha. Sua ação nos meios e nas oportunidades, claro, só duram o tempo necessário para Ele extirpar definitivamente o pecado da nossa carne.

Alguém, verdadeiramente cristão, fica planejando matar ou adulterar? Absolutamente, não! Mas você acha que não planeja matar ou adulterar, porque é obediente à Lei, ou porque pensa que agrada a Deus não fazendo tais coisas? Se é isto que você acha, saiba que você não está purificado desses pecados! Você não mata, ou não adultera, por medo das conseqüências desses atos! Isto quer dizer que seu coração não está verdadeiramente limpo e que depende da ação do Espírito nele. Você está suscetível a cometer esses atos, bastando que você tenha, ao mesmo tempo, motivos, os meios e a oportunidade para isso!

Imagine que você se encontre diante de uma pessoa que acabou de espancar alguém que você ama muito. Essa pessoa ainda tem sangue, daquele que você ama, em suas mãos. Vocês estão em um lugar ermo, sozinhos, e você tem um porrete em suas mãos. Você sabe que essa pessoa já fez isso antes e que, certamente, continuará fazendo. É aquela pessoa que chamamos de incorrigível. Você está com raiva dela, tem os meios e a oportunidade de dar uma porretada nela. Você o fará? Mas seja sincero (a)! Talvez este exemplo não seja aquele que mexe com você. Então, imagine aquela pessoa de quem você já sentiu raiva, em algum momento, e imagine você diante dela, tendo os meios e a oportunidade para lhe dar um bom “corretivo”. Sinceramente, você o faria?

O mesmo vale para o adulterar. Você já se imaginou na situação de José, que nos é apresentada na Bíblia? Você diante de uma pessoa que ativa toda a sua libido... ninguém por perto e ninguém por chegar nas próximas horas... seu cônjuge já não desperta todo aquele interesse em você, ou, talvez, você esteja sozinho (a) há muito tempo (não seria adultério, mas fornicação)... Talvez, só em ler estas palavras e imaginar uma situação, você já sinta algo aquecendo dentro de você... Então, você acha que não cometeu esse pecado, até agora, por ser obediente à Lei e, por isto, tem agradado ao Senhor?

Meus amados, saibam que, se vocês não cometeram esses pecados (ou outros) ainda, foi porque o Espírito de Deus os impediu, não dando a oportunidade propícia para isso, ou não lhes dando os meios para isso, enquanto Ele opera, em seu coração, a libertação total do pecado! E, se vocês já cometeram, foi porque vocês disseram que eram fortes o suficiente para resolver o problema do pecado e nunca cometê-lo! No momento da provação, caíram, porque confiaram em si mesmos, não no poder do Espírito de Deus! Confiando nEle, enquanto seu coração não estivesse totalmente liberto, Ele não permitiria que você tivesse meios ou oportunidades para cometer o pecado! Isto é fato! Isto é real! Creiam! Não diminuam o poder do Espírito de Cristo! Não apaguem o Espírito!

Crer nisto e viver desta forma é colocar nossas vidas nas mãos do Senhor. Mas não podemos esquecer, nunca, que o tempo de Deus não é o nosso tempo! Ele faz a obra de purificação em nós, sim, mas a Seu tempo. E, talvez, a não compreensão deste fato é que esteja levando tantas pessoas a pensarem que precisam, que devem, se santificar na sua própria força. Mas isto é impossível! Paulo disse que queria fazer o bem, mas acabava fazendo o mal que estava entranhado nele. Você se acha mais “santo” que Paulo, ou mais forte do que ele? Não! Isto acontece com todas as pessoas! E a mesma solução que ele encontrou está à disposição de todos: Jesus! Ele, através de Seu Espírito, é a única possibilidade que temos de alcançar a libertação do pecado!


Como complemento a este texto, talvez sejam interessantes os textos “O Pecado – Um Breve Resumo” e “A Soberba e o Pecado Mortal”.

35 comentários:

Adriana disse...

Queridão,

Texto mais pertinente impossivel!

Digo isto porque cai na presunção do entendimento que minha amizade faria outro alguém mudar seus comportamentos nefastos, ai como sou tonta.

Fiquei correndo atrás do vento, mano.

Nós dois (eu e meu amigo) entramos em um esquema de auto engano e Espirito de Cristo ficou "de fora" só olhando a babaquice.

Você tem toda a razão, só nEle eu, você, os demais poderemos ser verdadeiramente livres.

Esta é a saúde do evangelho para nós.

Obrigada, obrigada e obrigada.

René disse...

Dri,

Somos todos tontos!! Você acha que este texto não é pra mim, também? Pois lhe digo: ainda que não fizesse diferença pra ninguém mais, certamente, fez toda diferença pra mim!

Com seu testemunho, agora, me alegro ainda mais e eu é que preciso dizer a você:

Obrigado, obrigado, obrigado!

E muito obrigado ao Senhor Jesus, por amar a cada um de nós, individualmente, a ponto de nos ensinar a Sua vontade, a Sua verdade!

Muita Paz, Dri!

disse...

um esforço sobre-humano para não cometê-lo de fato.

Realmente se dependêssemos de nós mesmos não conseguiríamos. Ainda bem que o Espírito Santo nos convence do pecado.
e quando você levantou a questão de José, muitos querem ser como José, mas na verdade todos estamos mais para Davi mesmo, ainda sim José sentiu na carne com certeza. Por isso acho que sem o Espírito Santo não conseguiríamos nada,
pois ele que nos direciona a lutar contra a carne. Pois o pecado jaz no homem e no mundo. só pelo espírito se entende isso.Paz maninho!

René disse...

Rô,

Muito bem lembrado: queremos ser como José, mas estamos mais pra Davi!

Belo complemento, minha amiga!

Abração e Paz!

Anselmo Melo disse...

Querido René.Cometi uma falta imperdoável, sua entrevista lá na Rô. Estava de férias e dei mesmo um tempo de net. Hoje vi lá a entrevista e adorei. Muito legal poder ter conhecido mais um pouco de sua vida e de como você a vê.
Um grande abraço. Fique na paz!

René disse...

Anselmo,

Só é imperdoável, porque não há o que perdoar! Ainda que você não tivesse justificativa alguma, não tinha obrigação de participar. Creio que a participação ali é pra quem quiser, se puder. Se for tomada como obrigação, entendo que perde seu objetivo.

Além do mais, já estamos em um nível de amizade no qual, caso você queira tirar alguma dúvida, ou saciar alguma curiosidade a meu respeito, você pode me mandar um email. Pelo menos, é desta forma que me sinto em relação a você!

Abração, meu amigo, e fique na Paz, sem mágoas e sem rancores, com certeza!!!

Rita disse...

Olá,Paz
Texto maravilhoso,que dizer da verdade?
Nada podemos sem o Espírito a nos dar direção e corrigir,nesse momento dou graças a Deus,pois acabei de ter uma conversa (da parte dela foi uma briga)com uma irmã que é espírita,e ter lido isso antes(não, pude comentar,parece q tenho q dar testemunho dos seus textos amado rsrsr) confesso foi obra de Deus,talvez tivesse agido diferente sem esse apoio aqui,mas fui posso dizer guiada pelo Espírito de Deus,que não me permitiu agir como ela,e saí apesar de triste por ela,alegre e em paz porque maior é o que está em nós do que o que está no mundo.
Que o Senhor continue a lhe dar tanta inspiração para nos ajudar em momentos diversos.
Paz,bem e graça!!

Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. Hebreus 4:12

João Carlos disse...

Wendel,

Vejo que és profeta (João 4:19b) rsrs...

Profetão tipo JB, denunciando pecado como deve ser feito!

Isso que você escreveu me faz lembrar do Pr. Sóstenes. Uma vez ele pregou falando que estava em crise em relação àquele texto da Palavra que diz "Sedes santo pois Eu sou Santo" (nem lembro onde está).

Ele pirou na batatinha. Queria morrer pois não alcançava este padrão tão elevado. Orava, chorava, jejuava e cada vez mais se via imundo, pecador.

Um dia, o Espírito Santo falou com Ele:

"Sóstenes, Eu Sou Santo?"

"Sim, Tú És!"

"Eu Sou seu Senhor?"

"Sim Senhor..."

"Se sou Seu Senhor Eu habito em você. Se Eu Sou Santo (aiiiiiii, quanta letra maiúscula!)e habito em você, tú passas a ser santo pois Eu, Seu Senhor, Sou Santo em sua vida!"

Algo assim... creio desta forma!

Adriana disse...

Em familia as coisas se dão desta forma mesmo.
Confundimos os nomes dos irmãos,uma delicia.

Eu me divirtu pakas

René disse...

Rita,

Fico sem palavras! Em poucos dias, esta é a segunda postagem que você diz ter ido de encontro ao que você está vivendo. É claro que eu nem poderia imaginar uma coisa dessas e, portanto, é claro que isso é obra do Espírito do Senhor.

Minha felicidade não é pelo texto, em si, mas pela operação do Espírito em sua vida, assim como já havia operado na minha, com as mesmas palavras.

É pena que tenha havido uma discussão com sua irmã, mas, talvez, seja esta a circunstância que o Senhor usou para tocar o coração dela. Ainda que você não tenha 'pregado' pra ela!

Continue nessa Paz, amada irmã em Cristo, e um grande abraço!

René disse...

João,

Quem dera eu tivesse a categoria pra ser honrado a ponto de você me chamar de Wendel!!rsss (esquenta não! Também faço isso às vezes!)

Gostei muito da historinha que você contou (mini-post, como diz a bispa)! Muito pertinente e completa o texto de forma perfeita!

Abração e Paz!

René disse...

Pois é, Dri!

Eu sou dono de fazer isso!! Acho que é mais fácil decorar o CPF das pessoas, do que acertar o nome delas. Isto exige uma concentração enorme, minha!

E é divertidu mezzz...

Rita disse...

quem disse que não preguei?
bom, eu tentei (rsrsr),fiz o que deu enquanto durou o assunto,mas o testemunho de atitude cristã tenho certeza que o Senhor selou no coração dela.
E as palavras que usei,ja que o problema era familiar na verdade, foi linguagem bíblica enquanto possível,nós quase não falamos a língua do mundo né...até que ela disse que a Bíblia não há faria mudar..não citei a Bíblia,mas as palavras que guardamos no coração são ditas pelo Espírito quando necessárias,então o que respondi:
A Bíblia não,quem tem poder para isso é Jesus,e não posso te agradar só porque te amo, porque importa agradar a Deus antes,mesmo que a verdade te pareça cruel.
Isso foi só o fim da discussão,mas creio que o Senhor é poderoso para remover esse jugo de escravidão que o espiritismo põe nas pessoas,se me libertou pode libertá-la pelo mesmo amor né.
Paz!

René disse...

Melhor ainda, Rita!

Se você pode dizer alguma coisa a ela, são mais elementos que o Espírito Santo usa. Mas, como você disse, o testemunho de atitude cristã é o que deve ter sido selado no coração dela.

Na verdade, é isto que quer dizer "tu e a tua casa serão salvos". Não é uma salvação corporativa, mas é aquela operada através do testemunho de vida de cada um, que acaba contagiando todos os que estão em volta.

Mesmo assim, suas palavras pra ela foram muito sábias!

Quanto ao jugo, sob o qual ela está e você já esteve, considero como um facilitador para a compreensão da ação do Espírito Santo, após a conversão. Afinal, lá, as pessoas já estão mais acostumadas a lidar com o espiritual e o sobrenatural, só precisando conhecer a Verdade disso.

Continue na Paz!

Regina Farias disse...

Deus só quer a nossa rendição...

Adriana disse...

Assim falou a bispa.

René disse...

Rê,

Por isto que você é nossa bispa!! Resumiu esta postagem longa em seis palavrinhas!!! E é só isso mesmo!!!!

Paz!

René disse...

Dri,

Seu comentário entrou, enquanto eu escrevia a resposta pra ela!

E, se ela falou, tá falado!!!

Adriana disse...

Viu?

Mistééério profundo, varão.

Eita Deus!

René disse...

Éééé, varoa! Nosso Deus é Deus de mistérios, mas como Ele mesmo diz, não há nada oculto que não venha a ser revelado!!!

João Carlos disse...

Gente, ainda estava sob os efeitos das festividades ano-novistas...

Foi mal (ai que vergonha!)

René disse...

Minha avó dizia que "vergonha é roubar e não poder carregar". Acho que não foi o caso!!!

Mas já viu que vai ter que mudar a marca do vinho... rsrsrsrs

Abração e Paz!

Cláudio Nunes Horácio disse...

Deus é tão bom que providencia tudo, Ele faz a obra, não nós, mas as características de justiça própria em nós está tão impregnada que achamos que se não fizermos nada, Ele não fará. Maravilha quando sabemos que tudo que é bom vem dEle e que somos tão somente servos e quando obedecemos, fizemos só a nossa obrigação. Dele é tudo o que é bom e vida, Ele quem nos salva, justifica, santifica, nos dá Sua pedagogia maravilhosa que as vezes dói, mas que é necessária. Somos todos libertos por Ele e para Ele, aleluia! Forte abraço.

René disse...

Pois é, Cláudio,

A nós, só cabe aquela obra que não é obra (Paulo explica este paradoxo em Romanos 3): Fé!

Valeu pela ótima contribuição, mano amado!

Grande abraço e continue na Paz!

João Carlos disse...

Este eu ganhei de um prestador de serviço... forte pra caramba! Tive que ficar dançando com minha mulher (que também viu tudo rodar) na sala até passar o efeito, acredita?????

René disse...

Acredito!!

Acho que o cara esperava que você o bebesse durante o serviço, pra ficar mais fácil de ele "vender o peixe" dele... rssssss

João Carlos disse...

Vindo de quem veio eu não duvido não René!

Anota a placa do caminhão (digo, vinho) ai:

http://www.wine.com.br/vinhos/santa-rita-120-carmenere-2009/prod3122.html

O bicho é bão cara, mas me pegou de jeito, rerê!

Quero mais, vou falar com eles que cada fechamento de carga que eu fizer vão ter que mandar uma garrafa pra mim!

René disse...

Cara, fui conferir lá no site e, se vale o escrito, o bicho é bão mezzz...

Aí, o negócio não foi a qualidade, foi a quantidade!!! rsss

Wendel Bernardes disse...

Mas me expliquem uma parada...
trocaram meu nome por conta desse tal fruto da vide de excelente qualidade ou por pura emoção?

Ô, René, eu é que me senti honrado quando percebi que o JC (mesmo maguaçado), trocou nossos nomes!
Deixa eu ser mais humilde hoje, ok?! Amanhã pode ser você... rsrsrsrsr

Dri, esse negócio de família trocar nomes é bunitin sabia?
Mas quem troca nome de familiar troca da amigo, colega de trabalho, esposa... (isso dá um problemaaaaaa) kkkkkkk

Gente, estava off line esses dias mas já tô voltando ok?

Paz!

René disse...

Mano Wendel,

É ótimo saber que, agora, você tá "on line" de novo! Espero que seu computador também esteja! rsss

Beleza, Wendel, hoje o São Francisco é você!!

Agora, a troca do nome, como você bem percebeu, não foi só a manguaça. Tinha a emoção junto: ele tava cheio de saudades d'ocê!!!

Ótimo ter você de volta, amigão!

Abração e Paz!

Wendel Bernardes disse...

Ótimo estar de volta, mano!

Adriana disse...

Wendel,

Quando eu conheci meu dignissímo consorte ele me chamava de flor, dois anos depois descobri que ele assim fazia por que na éoca tinha medo de confundir os nomes, pode?
Só dando porrada.

Ai que ódio!!

Hoje aqui em casa se confundir o nome tem pau.

Agora minha mãezinha que pariu 6 lindos filhinhos vivia confundindo os nomes, era uma salada.

Que bom que voltou.

René disse...

Dri,

Que coisa terrível, essa!!

Quando comecei a namorar a minha primeira esposa, um amigo meu colocou um apelido nela, fácil de guardar, porque eu também vivia esquecendo o nome dela. Até hoje, ela não sabe disso! Se tivesse sabido no começo, acho que tinha se divorciado muito antes!!

Minha mãe também troca os nomes dos filhos. Teve 4!

Wendel Bernardes disse...

rarararararara

Aqui em casa também tem pancadaria se nomes forem trocados, sei como é isso, por isso faço curso de memorização rsrsrrssr (brincadeira, gente!)rsrsrsrsrrsrsrsrs

Mãe tem que dar um desconto né Dri!?

Valeu pelas palavras, querida, eu já estava com saudades!

Paz!

René disse...

Wendel,

Mãe tem desconto de 150%!!!!