"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Onde Está a Felicidade?

- por René Burkhardt | 11 de Outubro de 2010

Todos buscam a felicidade! Mas poucos a encontram. Muitos pensam que os bens materiais são o melhor meio de se encontrar a felicidade e, por isto, se afundam no trabalho, a fim de terem condições de adquirir o máximo possível de coisas, de se encherem de riquezas.

Outros, com o mesmo fim, se entregam à ilegalidade e fazem qualquer coisa para ter aquilo que pensam ser o necessário para suas vidas, a ponto de até matarem por isto. Nunca se importam com as outras pessoas, que estão à sua volta, porque é a sua própria vida que mais importa.

Mas o Senhor Jesus disse que veio para nos dar vida, e vida em abundância! Era sobre fartura de tudo, que Ele estava falando? Se era, por que devemos imitar a Ele, que teve uma vida simples, sem posses, sem bens? Por que Ele teria nos alertado sobre aflições, sobre dificuldades? Exatamente! Porque não era sobre riquezas que Ele falava. Pelo contrário, Sua Palavra sempre alertou contra desejar riquezas:

“E direi a mim mesmo: ‘Você tem grande quantidade de bens, armazenados para muitos anos. Descanse, coma, beba e alegre-se’. Contudo, Deus lhe disse: ‘Insensato! Esta mesma noite a sua vida lhe será exigida. Então, quem ficará com o que você preparou?’” (Lucas).

“Vendam o que têm e dêem esmolas. Façam para vocês bolsas que não se gastem com o tempo, um tesouro nos céus que não se acabe, onde ladrão algum chega perto e nenhuma traça destrói” (Lucas). E diversos outros alertas, como estes.

Salomão também já havia falado de forma semelhante:

“Havia um homem totalmente solitário; não tinha filho nem irmão. Trabalhava sem parar! Contudo, os seus olhos não se satisfaziam com a sua riqueza. Ele sequer perguntava: ‘Para quem estou trabalhando tanto, e por que razão deixo de me divertir?’. Isso também é absurdo. É um trabalho muito ingrato!” (Eclesiastes).

Em todas essas palavras, percebemos que a felicidade não está na quantidade de bens materiais que se tem. Então, onde ela está? O próprio Senhor Jesus nos responde esta pergunta, ao iniciar o sermão do monte: Ele diz que felizes serão aqueles que considerarem os outros superiores a si mesmos; os que preferem chorar o dano sofrido, do que se levantar contra o outro; os que forem mansos, ao invés de tentarem impor à força a sua vontade; os que buscarem o que é justo para todos os envolvidos, ao invés de tentarem canalizar todos os benefícios para si mesmos; os que se preocuparem em compreender as falhas dos outros; os que olharem com pureza para os outros e para todas as coisas; os que não sossegarem enquanto não virem a paz reinando entre inimigos; os que abrirem mão da própria liberdade e da própria vida, para poderem declarar a Jesus como Salvador; e os que amarem a Jesus, de tal forma, que injúrias e perseguição serão parte comum em suas vidas! Junto a tudo isto, o Senhor complementa que aqueles que assim procederem, estarão inseridos no Reino dos Céus!

O amigo do Caminho, Hugo Theóphilo, também captou a essência de onde a felicidade se encontra, nesse mesmo trecho das Escrituras: “O Reino de Deus é em qualquer lugar onde é possível ser feliz sendo pobre, por exemplo. Aí, você pergunta: ‘Onde é possível ser feliz sendo pobre?’. Vou repetir: ONDE A FELICIDADE NÃO ESTÁ VINCULADA AO BEM MATERIAL.

Bem-aventurados (felizes) os de espírito humilde, os que choram, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os puros de coração, os pacificadores, pois deles é o Reino dos céus; serão consolados, herdarão a terra, serão satisfeitos, obterão misericórdia, verão a Deus, serão chamados filhos de Deus.

Discurso do monte: Felicidade baseada em princípios... valores não mensuráveis
”.

A escritora cristã (na verdadeira acepção da palavra) contemporânea, Regina Farias, acrescenta mais um detalhe: “Ser feliz é crer - sem duvidar - que é amado por Deus! Isso é ser feliz, é estar pleno. Então se descansa nesse amor que é de graça. Descansa-se na Graça. Hoje!”.

Todas essas coisas nos indicam que amar a Deus e ao próximo é muito mais do que mandamento. Elas indicam que são o único caminho para a felicidade. Não há como ser feliz, se não buscarmos constantemente a felicidade do nosso próximo e a do nosso Deus Pai e Criador! E muitas pessoas têm dificuldade em cumprir o “amar” como uma ordem, como uma determinação de que o façamos por vontade própria, pelo pensamento equivocado de que o amor é algo espontâneo, que surge de forma repentina, sem o controle da pessoa.

Mas as palavras de Jesus demonstram que o verdadeiro amor deve ser cultivado por nós, através de nosso posicionamento e de nossas atitudes em relação às pessoas e às coisas. É algo que pode e deve ser praticado todos os dias, em todos os momentos, diferentemente daquela paixão que nos arrebata, de repente, em direção a alguém ou a algo, e depois desaparece com o passar do tempo. Na verdade, esse amor será uma decorrência natural de crermos e confiarmos que Deus nos ama: “Nós amamos porque ele nos amou primeiro” (1Jo 4.19). E esse amor, descrito por Jesus, enche as outras pessoas de felicidade e, em conseqüência, também a Deus. E, quando percebemos a felicidade nos outros e em Deus, também ficamos felizes.

É na felicidade dos outros que está a nossa felicidade, se somos discípulos de Jesus!

20 comentários:

Adriana disse...

Eu sou feliz, mano.


Inclusive esta felicidade se avoluma pela doce "presença" de amgigos como vocês.

Wendel Bernardes disse...

Concordo com a Drí, também na parte de amigos como você!

(rasgação de novo... tô cum medo disso)

Aliás, graças a Deus uma postagem nova, num guentava mais comentar na postegem anterior...

Papagaios!

srsrsrrssrsrrsrs

René disse...

Também sou feliz, Dri!! Mais ainda, agora que você se confessou feliz!!

Você deu um toque perfeito na definição de felicidade: a presença de amigos! Afinal, 'amigos' não são pessoas que compartilham um amor mútuo e que se alegram com a felicidade uns dos outros?

Forte abraço e Paz!

disse...

Encontrar a alegria na alegria dos outros, é o segredo da felicidade. Paz!

René disse...

Wendel,

Abre o olho: há caminhos que parecem direitos ao homem, mas ao final... Esse negócio de rasgar seda, num sei não!!!

E que negócio é esse de dizer que eu tô trabalhando pouco? Pô, tem que ser quando a coisa flui! Deus me deu esta mensagem em 11 de Outubro e eu fiz um esboço. Mas só agora é que veio a condição de escrever mesmo.

Agora, depois de morder, vou assoprar: Se eu fosse medir o nível de felicidade que tenho tido nessa comunhão com vocês (não vou escrever todos os nomes), poderia dizer que estou com o tanque quase cheio. Só não está completo, porque sempre vai caber mais pessoas como vocês!

Abração!! Paz!!

René disse...

Pois é, Rô,

Só que esse caminho passa pela nossa desconstrução pessoal, como Jesus recomendou, onde a gente se nega a si mesmo e segue a Jesus. Acho que é isso que as pessoas têm dificuldade pra entender.

Grande abraço e continue na Paz!

Rita disse...

Paz amado irmão
Que benção de postagem!!
Felicidade na minha opinião é total desapego de tudo que se pode tocar,e principalmente de coisas que nos induzem a um certo deleite que nos faz querer sempre um pouquinho mais...o material é para se ter o necessário,não ostentar bens é uma grande e valiosa prova de humildade,e não to aqui fazendo apologia a pobreza e a miséria não,seguindo o exemplo de Cristo,quer mais humildade no viver do que ter nascido carpinteiro numa família pobre?
E todos seus seguidores andaram nas mesmas pegadas...Paulo que o diga rsrsr
Felicidade é um estado de espírito,e diga-se de passagem,feliz o homem que comprar o tesouro que foi escondido num campo....
Esse tesouro,razão da felicidade eterna não se compra com dinheiro,e bem nenhum nesse mundo pode substituir,é exatamente o que diz o Provérbios 23:23
Compra a verdade, e não a vendas; e também a sabedoria, a instrução e o entendimento.
E o mais lindo disso é que a felicidade anda de mãos dadas com a verdade,uma completa a outra quando sabemos identificar a razão do Senhor ter nos alertado tanto sobre o perigo que o dinheiro representa na vida do homem.
Tudo que se pode comprar com o vil metal,jamais se aproximará do que o Senhor de graça nos concedeu,a graça,a graça vem acompanhada do cálice das aflições,ainda que alguns insistam em rejeitá-lo,foi o Senhor quem nos advertiu a respeito,e não ter dinheiro sobrando na nossa vida é a maior das aflições para se viver nesse mundo,razão pela qual Ele mesmo disse em João 17
Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal.
Não são do mundo, como eu do mundo não sou.
Santifica-os na tua verdade; a tua palavra é a verdade.
Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo.
E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade.
E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim;
Santificados na verdade, é o maior motivo que se pode ter para ser feliz!!
Paz e graça,essa é grande felicidade para todos nós!!

René disse...

Amém, Rita!!!

Suas palavras se encaixam perfeitamente ao texto, trazendo riqueza a uma mensagem tão necessária em nossos dias.

Abração, amada amiga, e continue na Paz!

disse...

René a 5 anos atrás passei por esta descontrução e de lá pra cá tenho a cada dia mais aprendido o que é o Reino eterno de dentro para fora será que vc me entende?? O Reino de renuncia. Renunciei algumas coisa que acho que te falei uma vez, e hoje creio que foi a escolha certa, eu nunca pensei que teria que renunciar algo que achava que era tão importante para mim, mas foi preciso

CARLOS HERRERA disse...

Renê,

Que texto...

vc fez uma síntese clara e objetiva..
a felicidade não está naquilo que o homem angaria e ajunta no decorrer da vida. portanto, felicidade não está nos bens....

Christina Onassis, filha e herdeira do bilionário Aristóteles Onassis. se suicidou supostamente pela vida infeliz que levou...dinheiro traz beneficios mas não felicidade...

Guevara..disse: Não deixo
para meus filhos e minha mulher nada material e não lamento: alegro-me que assim
seja. Mas o que deixo é o meu legado de lutar pelo que creio e sonho...ver uma America latina livre dos seus opressores...

alguém pode até discordar da posição politica do che, mas não pode dizer que ele deixou tudo..até uma carreira como médico a se dedicar a uma causa...pois sua felicidade estava em ver uma sociedade justa e mais igualitaria.

fuiiiiiiiiii

René disse...

Sim, Rô,

Entendo perfeitamente! Sei bem do que você fala. Também passei por renúncias de coisas que pareciam imprescindíveis para a minha vida. No entanto, o Senhor me mostrou que este foi o caminho certo, porque tais coisas não permitiriam que eu vivesse o Reino de Deus.

São as tais coisas que a gente tenta carregar conosco, mas que só caberiam em uma estrada espaçosa, nunca no caminho apertado que temos pela frente!

Eu sei que você passou e tem passado pela desconstrução, porque sei que você sempre busca ser fiel ao seu Senhor, ao nosso Senhor Jesus!

Forte abraço e muita Paz!

René disse...

Herrera,

Você nos lembra de exemplos clássicos, que servem perfeitamente para demonstrar a verdade do que é dito no texto.

E o exemplo do Che nos leva à questão da felicidade não só aqui nesta vida, mas para todo o sempre. Ele, certamente, encontrou a felicidade nesta vida, ao defender a felicidade dos outros. Mas, se ele não reconheceu o amor de Deus por ele e não o aplicou a sua vida, sua felicidade não foi completa.

Abração, meu amigo, e muita Paz!

CARLOS HERRERA disse...

Renê, como sempre corretissimo ...

Tudo que creio, vivo e luto..pode trazer momentos felizes...
Mas só em Cristo..eu possuo a verdadeira felicidade...

e creio que felicidade jamais será sinonimo de conforto ou conquista...como bem vc escreveu..

de maneira que em Cristo posso ser feliz...em Cristo me completo..independente se lá fora chove canivete...

nele estou guardado, mesmo que meu corpo esteja perecendo....

Porque as circustancias ou momentos felizes que passamos aqui... não há como se comparar com as coisas que Deus tem reservado para seus filhos.

CARLOS HERRERA disse...

Felicidade é a convicção do que Deus fez por nós por meio de Cristo.

Convicção que reside em nós e que age por nós...

René disse...

E esta é a grande notícia, Herrera!

Em Jesus, somos levados à felicidade, independentemente de estar chovendo canivete aberto, ou não! Recebendo Seu amor, conseguimos compartilhar esse amor com os outros. E isto se expressa em buscarmos, sempre, a felicidade dos outros, o que, ao mesmo tempo, provoca a felicidade de Deus!

E essa "troca", onde servimos uns aos outros e, por isto, encontramos a felicidade, permanecerá para sempre!

Abração e Paz!

René disse...

Herrera,

Sua conclusão é perfeita!!!

Cláudio Nunes Horácio disse...

René, é sempre edificante passar por este manancial de graça que é seu blog. A essência e a verdade da vida abundante estão neste seu post. Graça e paz.
PS: Tbm sou feliz!

René disse...

Cláudio,

Me alegro que o Espírito de Cristo transmita graça a você, através deste blog. Mas me alegro muito mais, por ter a certeza de que você é feliz, assim como eu sou.

Muitas vezes passamos por situações incômodas ou difíceis, mas o resumo da ópera é que podemos declarar confiantemente que somos felizes em Jesus!

Abração e muita Paz!

João Carlos disse...

Sensação estranha e maravilhosa a de estar grávido, só que no meu caso estou grávido de vários filhotes ao mesmo tempo. Não são crianças, são situações novas em minha vida que estão tomando muito tempo e dedicação para que todos nasçam em perfeita saúde.

Espero que vocês entendam que, por esta razão, estou aparentemente sumido dos blogs que mais gosto de visitar. É que não gosto de entrar, olhar e dizer qualquer coisa só pra dizer que estive por ali. Como digo para a bispa, só consigo ler os sempre bons textos de vocês após cumprir com minhas obrigações, e estes filhotes que estão dentro do meu bucho estão roubando minhas energias.

Por esta razão, peço desculpas pela ausência, contando com a compreensão de meus queridos amigos por estar vivendo este momento tão “egoistinha” de minha vida.

Aproveito e faço coro com a “turma das 6 horas”:

“Ceis oram” por mim, pois um dos filhotes, o que eu menos esperava que fosse vingar, está pra nascer. Será uma das maiores realizações nesta vida cansada de tantos invernos e poucos verões. Já sinto as dores de parto...

René disse...

JC,

Só me faltava essa, agora: gremlins? rsss

Há muitos momentos em nossa vida, JC, que parecem ser uma manifestação de egoísmo nosso. Mas, na verdade, é o Senhor que nos leva a eles, por um motivo, ou outro. Às vezes, pra Ele poder falar conosco mais intimamente. Outras vezes, pra gente curtir algo que Ele nos deu ou fez por nós, de uma forma bastante intensa. Aí, depois, a gente compartilha um bocado da alegria com os que estão à nossa volta!

Não esquenta! Você faz falta no nosso convívio, mas sabemos que você não se ausenta por mal. É por força de circunstâncias!

Continuamos orando por você e pela Cilene, claro!

Grande abraço e muita Paz!