"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

A casa sobre a areia e o teste brabo de realidade

Como tenho insistido em dizer, no Blog Metanoiado, do Hugo Theóphilo, tem muita coisa pra nossa edificação! Este texto confirma a minha afirmação!

* * * * * * * *

O cara andava justificado pelo que lhe faziam de ruim: "se fulano não tivesse feito aquilo eu não teria feito isso!". Passou a desejar o mal dos que lhe acusavam e a odiar seus inimigos até que ficou igual a eles! Pagou tudo na mesma moeda. Cantava aquela musiquinha "...só vou gostar de quem gosta de mim...". Alimentou tanto um desejo de reconhecimento das suas virtudes que os seus atos de caridade eram movidos não pela agonia e necessidade dos que tinham fome ou sede, mas pela própria agonia e necessidade de ser visto fazendo caridade. Limitou-se tanto à realidade tátil, à materialidade, ao que se pesa e se mede que toda a sua alegria consistia em ter, e toda a sua angústia consistia na possibilidade de não ter. Fechou-se tanto para a possibilidade de estar enganado que assumiu a posição de caçador de enganos alheios. Na hora da dúvida era simples: decidia pelo mais fácil e mais cômodo, pelo que não lhe alterava. Não abria mão da sua vontade pelo bem de ninguém. Aliás, ele nem sabia que a sua vontade poderia ser contrária ao bem de outros! Esse papo de que o maior é o menor, de que bem-aventurados são os pobres de espírito, os que choram, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os limpos de coração, os pacificadores, os que sofrem perseguição por causa da justiça... é coisa que nunca entrou na cabeça dele! Preferia os gurus da Auto-Ajuda, "Poder Sem Limites", "Desperte o Gigante Interior".

Ele era assim... e no primeiro teste sério de realidade ele desabou.

Por quê?

Uma casa construída sobre a areia não resiste a um teste brabo de realidade!

Quem se resume às exterioridades a elas fica sujeito.

É assim que leio o sermão do monte!

O problema é que, por causa dos cristãos, a gente se fechou para a mensagem de Jesus.

Mas faça um bem para você: não acredite no cristianismo! O cristianismo é um monstro de muuuuuuuitas cabeças, cada uma tentando engolir as outras, cada uma tentando ser a única!

Veja você mesmo!

De um lado a religião cristã pratica intolerância e exclusão, de outro lado Jesus andava com prostitutas e disse que elas entram no Reino antes de alguns religiosos.

Alguns vão me acusar de fazer apologia à prostituição.

Que acusem Jesus...de novo!
--
no Caminho,


hugo
05/01/09
07:51
Estação Fortaleza
http://caminhofortaleza.blogspot.com/

60 comentários:

Hugo Lucena Theophilo disse...

hahahaha...essa fotozinha da casa ficou legal! rsrs

abraço

René disse...

Achei que retratava bem o conteúdo!!! rsss

Abração!

CARLOS HERRERA disse...

Belissimo texto..
vou fazer uma visita no blog dele..

abraços mano querido

René disse...

Valeu, Herrera!!

Abração e Paz!

disse...

Êpa, dentro do cristianismo tem muitos que não seguem a Religião ok, tem muitos sinceros que seguem a Jesus e não a Religião, Não generalizemos, porque alguns se tornaram mercadores, porque alguns se venderam e vendem a palavra por causa dos mercenários, os irreconciliáveis os amantes de si, então vamos devagar aí. Foi através do cristianismo que ouvi falar de Cristo.(Eu creio no cristianismo, assim como creio que o sol se levantou;não porque eu o vejo,mas porque por ele vejo todas as demais coisas”CS Lewis). Só conheci a Cristo pelo cristianismo, mas não adoro o cristianismo, adoro o Cristo que ele me apresentou. Paz René!

René disse...

Você está certa, Rô!

A Igreja de Jesus também está dentro do cristianismo, através de alguns de seus membros. No entanto, o cristianismo das religiosidades vazias, contrárias ao que Jesus ensinou, é o que é visto e conhecido pelas pessoas.

Há uma diferença gritante entre a Igreja de Jesus e a religião cristã. Tenho certeza que você faz parte da primeira e também não se agrada da segunda.

Abração e continue na Paz!

Rita disse...

Paz,
Ótimo esse texto,realidade braba kkkkkk
Eu concordo que o cristianismo é um monstro.
Na verdade a religião é um monstro,nós só precisamos estar do lado dEle,no caminho que Ele andou,o resto a gente passa no filtro,na peneira e ainda pensa antes de absorver...
Vou visitar esse blog também gostei.
Um abraço amado irmão René,que Deus abençoe a todos em sua casa,muita Paz!!

René disse...

Valeu, Rita!

Estou devendo visitas a você, mas espero colocar tudo em dia, o mais rápido possível. Fiquei os últimos três dias sem acesso à internet, mas agora está tudo normal. Só que ficou um bocado de coisa pra fazer e pra ler.

Que Deus continue abençoando você e sua família também!

Grande abraço e continue na Paz!

Hugo Lucena Theophilo disse...

Perdão Rô.

Quando eu decidi escrever pouco, precisei abrir mão de explicar os desdobramentos do texto. Passei a considerar que desdobramentos dependem do leitor.

Além do mais, tirando por mim, eu canso quando vejo um texto tratando de desdobramentos que eu não percebi.

Então eu guardo essas coisas para as falas, ou trato delas em textos separados, pois as considero outro assunto.

O termo "cristianismo" está abordado em outros textos no meu blog. Se você ler vai perceber que a intenção não é fazer generalizações como a que você entendeu.
É bem verdade que um texto como esse sozinho não deixe isso claro, mas veja, o René parece ter percebido por já ter me lido antes.

Sobre o que você apontou do cristianismo, não considero que seja virtude dele o fato do Evangelho ter chegado até nós.

Você sabe, há uma crítica no mínimo plausível que aponta o cristianismo como negação o Cristo! Há quem diga que deixamos de ser uma igreja de pescadores
e nos transformamos numa igreja de imperadores! Nesse sentido temos o Evangelho a despeito do cristianismo.

Fica a sugestão de outro texto onde falei mais ou menos sobre isso: http://goo.gl/G5O6T

bjo

hugo theophilo

João Carlos disse...

Hugo, seu texto está claro como o cristal. Não há necessidade de se explicar.

Como Jesus costumava dizer:

"Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!"

René, meu querido irmão,

Valeou por postar um texto tão bom como este. Vou visitar o blog do Hugo, rererê...

René disse...

Valeu, sumido João!! Pelo jeito, você vai ter que entrar na fila, pois vai ter congestionamento lá no Hugo!

Ainda estou esperando sua resposta, hein? (código da pergunta=Blanca)

Abração e continue na Paz!

João Carlos disse...

Vamos então de parábolas, metáforas e afins:

Não vai rolar o concílio? Acho que fica numa estação do ano muito propícia!

Ah, escrevi um texto que nem eu estava entendendo direito ao reler, foi tipo uma viagem, rerê! Parecia na verdade uma batalha espiritual...)

Well, sei lá, você decide!

René disse...

Ao que tudo indica, o concílio vai rolar, sim! Mas se faria uma hora extra, também.

Vou conferir o seu texto, agora. Já li os anteriores, mas ainda não comentei. Preciso ler novamente, porque Tico e Teco saíram no tapa e eu levei a pior! rssss

Abração!

Wendel Bernardes disse...

Concordo tanto com meu amigo João, como com minha amiga Rô...
Como pode?

Creio que o texto explica que o fato das 'religiões cristãs' não mais manifestarem a Cristo elas podem ser taxadas sim como errôneas (isso pra ser levinho).

Mas eu também creio que as generalizações são tão nocivas quanto os erros religiosos.

Sim, pois qual a diferença que há entre alguém que exclui o próximo por ter julgado seu pecado, e alguém que exclui de seu convívio alguém que julga ser 'religioso'?

Então creio que tanto os religiosos que vivem hipocritamente sem Cristo no cristianismo, quanto os que generalizam que numa determinada fé não há salvação estão no mesmo barco do erro.

Então concordo tanto com a Rô, quanto com o JC...

Mas claro que sei que estes dois filões de gente que citei não tem a ver nem com Rô, nem com René, nem com JC... e imagino também que não tenha nada a ver com o mano Hugo, que (ainda) não conheço...

No reino, não podemos 'julgar pessoas' nem gestos, o Juiz ainda não se levantou!

Tenho uma postura em relação à religião:
creio que NÃO HÁ PESSOA NESSE MUNDO que um dia tenha tido contato com uma RELIGIÃO, SEJA ELA CATÓLICA, EVANGÉLICA, OU SUAS SUBDIVISÕES... que não possua algum fio de religiosidade que não deva ainda espremer como furúnculo!

Então creio que não há guerra justificável entre religiosos e não religiosos, mas há sim alguns que amam a religião e outros religiosos que tentam extorpá-la de suas vidas... eu faço parte do segundo grupo, mas isso é opinião e cada um tem a sua!

Grande abraço meus amigos!

René disse...

Grande Wendel,

Você não poderia ter sido mais claro, apesar de eclético!!! rssss

Também acho que todas as pessoas tiveram, um dia, algum contato com alguma religião. No Novo Testamento já há relatos de religiões surgindo. Então, depois de dois milênios, é razoável crer que todos tiveram algum contato com uma delas. Mas o bom é que o Espírito Santo veio pra nos ensinar o caminho certo. Ele, que é Deus, nos ensina tudo o que Ele ouve de Jesus, de Deus. E como Jesus Se levantou contra as religiões, em Seu tempo aqui na terra, também é razoável crer que Seu Espírito nos leva a extirpar todo e qualquer traço de religião de nossas vidas, desde que a gente dê ouvidos a Ele.

A religião pura e sem mácula, pra Deus, é amar ao próximo e não se deixar levar pelos atrativos do mundo (vi em Tiago), que são, apenas, aqueles que satisfazem nosso egoísmo.

Acho que é mais ou menos isto que você está dizendo, não?

Abração e Paz!

disse...

Obrigada Hugo por explicar, VOU LÁ VISITAR SEU OUTRO POST OK..
Wendel, tu é benção pura e entende de longe. Paz querido!

disse...

Ah, não entendi porque Hugo falou para mim e o JC respondeu. Algum problema??

René disse...

Rô,

Realmente, o Wendel é bênção pura! Ele pega tudo facin, facin, e rápido!

Quanto ao JC, acho que ele não percebeu que a explicação do Hugo foi direcionada a você. Ele deve ter pensado que era um adendo do Hugo, pra nos facilitar a compreensão.

Bjs e continue na Paz!

disse...

A ta, pensei que fosse algum problema comigo. Paz René, Deus te abençoe, só você mesmo. Paz!

René disse...

Não, Rô! Creio que ele nem tenha motivos pra ter algum problema com você!

Esquenta assim não!!!

Paz!

disse...

Assim espero René. Paz!

João Carlos disse...

Prezada Rô,

Creio que não fui claro no meu comentário, que era voltado ao comentário do Hugo e não ao seu.

Caso tenha se sentido ofendida de alguma forma (algo que para mim não faz sentido, pois estamos discutindo idéias, pontos de vista, e não "pessoas") te peço desculpas.

René e Wendel,

Sei que vocês sabem o que eu quis dizer. Não sou um "desigrejado" nem prego isso. Sou fruto do meio cristão, membro da Igreja Batista e falo com liberdade sobre o que funciona e o que não funciona dentro da Igreja, local que eu amo mas não faço vistas grossas aos seus defeitos...

Well, deixa eu parar por aqui senão vira "post".

Mais uma vez um abraço a todos e desculpas pelo "mal entendido"...

René disse...

Valeu, João! Me desculpe por ter me antecipado, respondendo em seu lugar, mas é que eu já sabia disto!

Abração e Paz!

Hugo Lucena Theophilo disse...

Meu amigo, só no seu blog um texto meu gera 23 comentários. Coisa de louco! rsrs

René disse...

Se empolga não, Hugo, que metade são os meus comentários respostas. Mesmo assim, acho que ainda vem mais um pouquinho, por aí. Güenta aí!!! rssss

Mas seu texto tá no jeito pra ser lido e comentado, mesmo!

Wendel Bernardes disse...

Oi René...
garto pela sua réplica no meu comentário.

Rô,
agradeço por suas palavras, mas nem sempre pego rápido... leio e relio posts pra não pagar mico na hora dos comentários e mesmo assim.... rsrsrsrsrsr

João,
em nenhum momento eu quis dizer que voçê é um 'desigrejado', sei que você faz parte de uma igreja 'regular', como eu também faço e não critico ninguém por isso, muito pelo contrário... creio que pessoas como você e muitos outros são 'sal fora do saleiro', estão livres para salgar onde quer que estejam, ok?
Caso fosse dizê-lo eu o faria tambpem diretamente a você e não usaria de 'indiretas' pois eu tenho acesso a você, pois somos mais que amigo... agora também irmãos em Jesus...
Sou teu fã, cara!

René,
tem selo de qualidade pra você lá no blog, no canto direito, ok?

Paz!

René disse...

Valeu, Wendel!! Já vou passar por lá!!

Paz!

João Carlos disse...

Wendel, seu cabeça de ervilha,

Desde quando você acha que eu achei que blá blá blá?

Relaxa meu amado irmão!

Te amo em Cristo

JC

disse...

Ok JC, tranquilo.
René, acho que você precisará fazer uma pagina pra selinhos, kkk seu blog é muito bom e com certeza receberá muitos. Digo isso porque tive que fazer mano,pois são tantos. Ah, diz ao Hugo que gostei muito dele, pela paciência comigo ja ganhou meu carinho, e pela delicadeza que ele demonstrou.
Ah! e vai desculpando aí maninho. Paz!!

René disse...

Rô,

Como dizia minha avó, tudo está bem, quando termina bem! Se você gostou do jeito de ser do Hugo e entendeu o JC, terminou tudo bem! Na Paz!

Quanto aos selinhos, acho difícil de passar dos três atuais! Em todos 'causos'...

Paz pra você também, Rô!

A Tua palavra é A Verdade ! disse...

Olá René, graça e paz.
Eu NÃO vou comentar o texto porque concordo com você e não quero acrescentar nada.
Eu não sei se você é o mesmo René que eu tanto ouvi falar nestes dias, acho que é, vou descobrir; gostei muito dos comentários da minhas amigas Rô e Rita Lemes, sem falar no Herrera ...

Seu conservo, Iveraldo Pereira.

René disse...

Seja bem vindo, Iveraldo!!

Eu também não sei se sou o mesmo de quem você ouviu falar (rsssss). Mas vamos fazer o seguinte: sendo ou não, fique à vontade para passear pelas postagens deste blog e, se quiser, comentar sobre elas, concordando ou não com as abordagens.

Aqui você tem liberdade para isto e parece que já começamos concordando em alguma coisa: o mal que as religiosidades fazem ao ser humano, que é o assunto base deste texto.

Além disto, temos ótimos amigos em comum.

Grande abraço e continue na Paz!

Míryam Lobo disse...

Paz René!
A Rô tem razão, vc precisará de uma página para selinhos mesmo, pois acaba de ser contemplado com mais um... está lá no meu blog, passa lá para buscá-lo. Seu blog realmente é muito bom, como bem disse a aminha amiga RÔ.

Paz, ótimo fim de semana!

René disse...

rsssss

Valeu, Míryam!!! Tô indo lá pegar!

Aproveito pra declarar, publicamente, que o seu blog também é muito bom! Tenho acompanhado suas postagens, apesar de nem sempre comentar.

Ótimo final de semana pra você também, forte abraço e continue na Paz!

Eduardo Medeiros disse...

oi, renê, tudo bem? eu posso fazer comentários no seu blog?

sei que por aqui passam pessoas inteligentes(algumas que eu gosto muito como a rô e o joão - mas este não sabe disso rss), que amam a deus e procuram seguir a essência de jesus e não o formalismo do cristianismo, o que eu reputo como uma boa escolha.

mas como você depois de ler dois comentários meus já levantou toda a minha ficha psicológica, teológica espiritual e moral, inclusive me excluindo do rol dos seguidores de jesus, faço primeiro a pergunta.

posso também interagir por aqui ou aqui só vale o pensamento único? não que eu seja contra o pensamento único, é só dizer que eu não apareço mais, ok?
ou então venho e digo: gostei muito do seu blog, estou te seguindo, me segue também em...rss


nele,

em quem temos liberdade de discordar de ideias mas não de menosprezá-las por serem diferentes das nossas.

abraços

René disse...

Edu,

Sim, comigo está tudo bem. Obrigado por perguntar.

Fico pasmo ao ver que um rapaz inteligente como você tenta desvirtuar tudo o que lê. Você diz que levantei sua ficha através de dois comentários seus, quando sabe, perfeitamente, que já li diversos comentários seus, em diversos blogs. Inclusive, há meses, me dirigi diretamente a você em alguns comentários no blog do Cláudio. Você tem consciência disto, no entanto, prefere tentar me acusar de pretensioso (no mínimo), por fazer uma avaliação daquilo que você tem demonstrado ser.

Você insinua que eu tenha excluído você do rol de seguidores de Jesus, quando, na verdade, foi você mesmo quem se excluiu desse rol. Aqui, em seu comentário/pergunta/acusação, você declara uma admiração por aqueles que procuram seguir a essência de Jesus, enquanto você mesmo já declarou, inúmeras vezes, não crer nessa essência. Afinal, a essência de Jesus é espiritual e você diz crer, apenas, no Jesus histórico, ou seja, fisicamente. A essência de Jesus é ser Deus, conforme Ele mesmo declarou, mas você não crê que Ele seja Deus. Mas é claro: você diz que foram os evangelistas que colocaram as palavras na boca de Jesus! Ora, se assim é, como você pode crer em um Jesus histórico, se foram os evangelistas que deram testemunho de Sua existência, de Sua vinda e de Sua vida? Como você quer conversar a respeito de algo que, por suas próprias premissas, é passível de ser totalmente utópico? Sim, porque, se os evangelistas mentem a respeito do que Jesus disse, certamente, estão mentindo, também, quanto à própria existência de Jesus! Ou você acha que eles falaram a verdade, em alguns momentos, enquanto em outros mentiram? Quais os critérios possíveis de serem usados, para determinar o que seja mentira e o que seja verdade? A nossa incrível capacidade de interpretação? Ou seria de acordo com a nossa conveniência, essa mesma conveniência que você acusa os cristãos espirituais de fazerem uso (mais uma vez, não estou me baseando em dois comentários seus, pra declarar isto) ...?

Você, em sua sutil indagação, ainda faz mais uma declaração maliciosa, insinuando que este blog (e outros, também) possam ser intolerantes com pensamentos diferentes daqueles que são publicados. Você já sabe, mas cabe uma explicação aos menos avisados: há diferenças de pensamentos dentro do cristianismo e este blog, assim como diversos outros que conheço, é tolerante com essas divergências, porque somos pessoas dispostas ao aprendizado, conscientes de não sermos detentores da verdade e passíveis de erros. Assim, acatamos exposições diferenciadas das nossas e dialogamos, a fim de que possamos ser edificados, tanto quanto nossos opositores. Mas essas divergências ocorrem em assuntos secundários, que têm suas origens em uma só premissa: a de que Jesus é o próprio Deus, que encarnou para a remissão dos pecados de todos os homens! Quem não parte desta premissa, não tem motivo algum para entrar nessa roda de discussão sobre detalhes, porque o assunto base não será o mesmo. É o mesmo que uma roda de discussão sobre futebol, receber os pitacos de alguém que se baseia nas regras de rugby. Nunca se chegará a um consenso, assim como, ninguém aprenderá nada, dentro da área de discussão! E é exatamente este tipo de interação que você tem tentado! Suas idéias, seus conhecimentos, devem ser levados àqueles que partem da mesma premissa que você, ou seja, que Jesus não é Deus, que Ele não fez obra vicária nenhuma, e que a Bíblia é um livro lotado de erros. Aí, sim, você poderá ser edificado no assunto que você discute, pois encontrará pessoas que desenvolvam teses dentro daquilo que você é, ou quer ser (já que diz querer aprender sempre mais), mestre.

Se você pode fazer comentários em meu blog? Claro que pode, já sabendo que não vou ficar massageando o seu ego e que vou responder de acordo com os fundamentos espirituais em que baseio minha vida. Isto quer dizer que você sempre vai discordar de mim e que eu sempre vou discordar de você. Se você gosta de jogar seu tempo fora, pode ficar à vontade!

Abraços e a Paz do Deus Filho, Jesus!

João Carlos disse...

Perdi o fôlego...

O homem é profeta!

René disse...

Se "sêsse" profeta, advertiria quanto à dolorida circunstância promotora de um encontro pessoal com Deus, que está por vir... não para mal, mas para o bem, apesar das aparências!

Míryam Lobo disse...

Oláááááááá... Paz!!

Olha, tem mais selinho pra vc lá no meu blog... pega lá tá!!!

Abração!

René disse...

Valeu, Míryam!!!

Já vou lá!!!

Forte abraço e continue na Paz!

disse...

E toma-lhe selinho hein maninho?? kkkk, seu comentário parece um post. Só o Edu mesmo pra fazer isso conosco. Paz querido!

Wendel Bernardes disse...

Quem não parte desta premissa, não tem motivo algum para entrar nessa roda de discussão sobre detalhes, porque o assunto base não será o mesmo. É o mesmo que uma roda de discussão sobre futebol, receber os pitacos de alguém que se baseia nas regras de rugby. Nunca se chegará a um consenso, assim como, ninguém aprenderá nada, dentro da área de discussão!

CREIO ASSIM!

René disse...

Pois é, Rô!!! Bem que você já tinha me avisado sobre abrir uma página só pra selinhos!! rsssss

Quanto ao Edu, respondi por conta do amor que tenho por ele e por saber que ele terá um encontro pessoal com o Senhor, que o fará mudar completamente seu posicionamento e suas atitudes. Não fosse assim, na minha própria carne, nem perderia tempo respondendo. Logo, logo, ele vai entender que tudo isto foi para o bem dele.

Continue na Paz, amiga!

René disse...

Valeu, Wendel!! Aprendi assim e é assim que creio, também!!

Paz!

Hugo Lucena Theophilo disse...

Prezados, já li alguma coisa do blog do Eduardo, mas não percebi essa defesa pelo Jesus-Não-Deus. De qualquer forma, se for assim, deixem-no em paz...se ele gosta do Jesus histórico o que vocês querem mais? Ou vocês acham que aquele centurião Romano tinha uma declaração de fé aceitável!!?? Não digo que seja o caso do Eduardo, mas se for acabem com isso. Aquele texto que o René postou aqui "O problema da religião: a confessionalidade" fala justamente sobre isso.

Aqui está o link para ele --> http://goo.gl/cpcGo

Enfim...

abraço em vocês.

disse...

Posso dizer uma coisa? e olha que tenho tido muito debates com Dudu, no meu blog, desde que o conheci, ele é assim, gosta do debate, e com ele eu vou sempre mais além, até porque ele é isso aí mesmo, sincero, ele não se esconde, não usa máscaras, ele as vezes até ofende sem sentir, as vezes ofendi com vontade também, mas é ele mesmo, sempre foi isso, nunca mudou com ninguém,as vezes com todos seus defeitos, com todas as suas heresias, como eu costumo chama-lo de herege rss, como ele diz que crente não esta só no nosso meio eu acredito nisso, ele é transparente maninho, e isso é uma qualidade que poucos tem. Gosto dele. Paz!.

Cláudio Nunes Horácio disse...

K A R A K A S ! Seu esclarecimento com o Edu me deu arrepios.
Quanto ao texto, é realmente fato que o estelionato do nome de Jesus faz parte do cristianismo constantiniano desde sempre, fato facilmente comprovado por sua história que foi escrita com o sangue de muitos inocentes. Excelente o texto do mano Hugo. Graça, paz e todo bem do nosso Deus, Senhor Jesus Cristo.

René disse...

Hugo,

Na verdade, não fazemos guerra contra o Edu! Apenas, temos deixado claros alguns pontos que pareciam obscurecidos no entendimento dele. A argumentação que você viu não é um ataque ao Edu, mas uma explicação dos fatos.

De qualquer forma, agradeço por seu conselho, que demonstra amor pelas pessoas, sem acepção entre elas. Isto é fundamental!

Valeu!

Abração e Paz!

René disse...

Rô,

Também entendo que há crentes em todos os lugares, religiosos ou não!

Mas não podemos esquecer que crença e fé são duas coisas diferentes. Há muitos crentes em Jesus que não têm uma gota de fé. E é importante que deixemos esta distinção bastante clara, pois a Palavra diz que somos salvos pela Graça, mediante a fé! Que tipo de discípulos de Jesus nós seríamos, se não alertássemos as pessoas sobre isto? Não estaríamos deixando de anunciar as boas novas às pessoas, permitindo que elas se mantivessem em seu engano? Se, depois de avisadas, elas se mantiverem no engano, por sua própria conta e vontade, terá sido a escolha delas. Mas é necessário que se tenha consciência dos dois caminhos, para que se faça uma escolha.

Agora, no caso específico do Edu, entendo que ele conheceu, apenas, a religião. E chutou o balde, por conta dela. E é justamente essa transparência dele, que você citou, que nos permite ver isto. Transparência que é imprescindível para o nosso relacionamento com Deus, que muitos crentes não têm, seja para adorar a Deus, em espírito e em verdade, seja para lutar com Deus, como fez Jacó e como o Edu tem feito. Aliás, ele acha que não está lutando com Deus, mas é exatamente isto que ele está fazendo.

E, dentro da necessária transparência, eu não poderia me furtar a deixar estas coisas claras a ele, principalmente, pelo amor que o Senhor tem colocado em meu coração! Amar não é passar a mão na cabeça de alguém que se dirige ao abismo. Amar é pegar esta pessoa pelo braço e dar umas boas sacudidas, para que ela, pelo menos, considere a outra opção.

Valeu pela opinião sincera, Rô!

Continue na Paz!

René disse...

Cláudio,

Fico muito feliz por você ter entendido de cara, que meu comentário pro Edu se trata de um esclarecimento!

Sobre o sangue usado como tinta pra escrever a história, infelizmente, é a pura verdade!

Abração, mano, e a Paz de Jesus!

disse...

Entendo, e também creio assim, temos que alertar sim, mas quem quer ser alertado né?? no caso do Edu ele ja tem a opinião formada em qualquer assunto, ele vem pro debate com opinião formada de tudo que ele crê. Dudu criou um Deus a sua própria maneira René. Paz!

René disse...

Exato, Rô!

Mas ele está assim, por falta do conhecimento do Espírito. Da letra, ele tem!

Paz!

João Carlos disse...

René meu querido...

Sua posição em relação ao Edu é a mesma que a minha, a da bispa, da sacerdotisa, do Cláudio e de outros que tem seus blogs cheios de comentários de nosso querido Dudú.

Nós o amamos e queremos somente que ele tenha este real encontro com Cristo. Sabemos que ele caminha nesta direção, senão ele não visitaria terrenos cobertos de areia movediça do Espírito Santo como estes blogs.

Ele pode brincar, ironizar, escrever Deus e Jesus com letra minúscula para demonstrar descaso mas - certamente - tem um sede gigantesca deste relacionamento, que hora ele demonstra lembrar com certa saudade, outra hora despreza.

Vamos todos continuar orando por ele mas - também - sendo sal e luz!

Um abraço!

JC

João Carlos disse...

Xiii Hugo, se você fizer uma escavação arqueológica em algns blogs cristãos a procura de comentários dele vai ver que o René está certo...

Nós amamos o Edu. Por isso mesmo não conseguimos apenas passar a mão na cabeça dele. Queremos ele todo na presença do Senhor!

Um abraço!

René disse...

Valeu, JC! Bom saber de como você pensa a este respeito!

Continuar orando, sendo sal e luz é a melhor indicação pra nós!!

Abração e continue na Paz!

Nair Morbeck Sobrinha disse...

Amei essa postagem..haja comentários..rsrsrs

Mais muito verdadeira, olhemos mais para o Jesus enviado para nos salvar e amemos uns aos outros isso bastaria...minha opinião!

http://nairmorbeck.blogspot.com/

Shalom no vínculo daquele que nos cham apara amar

Regina Farias disse...

René,

Você e o J.C. disseram com propriedade o que também tenho em mente em relação ao nosso tão amado Edu desde quando comecei a interagir com ele, há mais de um ano.

Aliás, estive lendo nossas conversas antigas e traçando um paralelo com as atuais e, sinceramente, não me parecem ser a mesma pessoa.

A mim, particularmente, foi ficando cansativo ler o que ele escreve porque foi se distanciando do que vivencio e acho uma perda de tempo todas essas questões filosóficas enfadonhas que se levantam por aí. Disse-lhe isso várias vezes, falei com a tranquilidade e transparência de quem é amiga e tenho tudo isso arquivado como comprovação.

Por outro lado, é impressionante o amor que emana das linhas e entrelinhas do que você tem escrito a esse respeito de uns dias pra cá.

Isso só reforça que seu teclar é movido pelo Amor que está em lugares bem mais altos do que o nosso ego.

Que Deus continue te usando.

Meu respeito e minha admiração,

R.

Regina Farias disse...

Pois é,meu irmão...

Eu fico observando o desenrolar das conversas aqui e ali e percebo cada vez mais que é exatamente como diz o título e como grita a imagem ao lado...

René disse...

Oi, Nair!!!

Que bom 'vê-la' por aqui de novo!!!

Pois é, haja comentários! Saíram um pouco do texto, mas têm a ver com esse amor de uns aos outros e com olhar mais para Jesus, que você ressaltou acertadamente como essência do texto!

Forte abraço e continue na Paz!

René disse...

Rê,

Também já me ative muito a questões filosóficas, dessas que rolam por aí! Mas, hoje, as considero um enfado e um caminho de distanciamento de Jesus, assim como as infindáveis discussões 'teológicas'.

Esse Amor, que você cita, é fruto do Espírito de Cristo, porque, de mim mesmo, ele não existe. E, certamente, é o Espírito de Cristo que tem conduzido essa escrita, pelo amor que Deus tem pelo Edu, a fim de que ambos possam desfrutar de comunhão e intimidade.

Jesus disse que se as pessoas se calassem, até as pedras clamariam. E eu sou um testemunho vivo disto, porque não conheço pedra mais dura que o meu coração. Dou graças a Deus, por Ele estar, pacientemente, esmiuçando esta pedra e a substituindo por carne.

Quanto ao título do texto e ao próprio, o Hugo mandou muito bem mesmo. E a foto ficou ótima como demonstração de um resultado possível.

Abração, minha amiga, e Paz!