"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

terça-feira, 1 de março de 2011

O Caminho da Rendição

- por David Wilkerson | 1º de Março de 2011

Deus começa o processo de rendição nos derrubando de nossos altos cavalos. Isto aconteceu literalmente com Paulo. Ele estava indo por seu caminho de auto-confiança, viajando em direção a Damasco, quando uma luz que impedia a visão veio do céu. Paulo foi derrubado no chão, tremendo. Então, uma voz falou do céu: “Saulo, Saulo, por que você Me persegue?” (At 9.4).

Paulo sabia que faltava alguma coisa em sua vida. Ele tinha um conhecimento de Deus, mas nenhuma revelação original. Agora, sobre seus joelhos, ele ouviu estas palavras do céu: “Eu sou Jesus, a quem você persegue” (9.5). Estas palavras viraram o mundo de Paulo de cabeça para baixo. A Escritura diz: “E ele [Paulo], tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que eu faça?” (9.6). A conversão de Paulo foi uma obra dramática do Espírito Santo.

Paulo estava sendo levado, pelo Espírito Santo, a uma vida de rendição. Ele perguntou: “Senhor, o que Você tem para eu fazer?”, e seu coração estava clamando: “Jesus, como eu posso servi-lO? Como eu posso conhecê-lO e agradá-lO? Nada mais importa. Tudo o que eu fiz na minha carne é esterco. Você é tudo para mim, agora”.

Paulo não tinha nenhuma outra ambição, nenhuma outra força diretiva em sua vida, além desta: “para poder ganhar a Cristo” (Fp 3.8). Pelos padrões de sucesso de hoje, Paulo era um fracasso total. Ele não construiu nenhum prédio. Ele não tinha uma organização. E os métodos que ele usava eram desprezados por outros líderes. Na verdade, a mensagem que Paulo pregava ofendia um grande número de seus ouvintes. Às vezes, ele até era apedrejado por pregá-la. Seu assunto? A Cruz!

Quando estivermos diante de Deus, no julgamento, não seremos julgados por nossos ministérios, nossos feitos, ou pelo número de conversões. Haverá apenas um modo de sucesso, naquele dia: Nossos corações se renderam totalmente a Deus? Nós colocamos de lado nossa própria vontade, nossos planos, e adotamos os Seus? Nós sucumbimos à pressão de amigos e seguimos a multidão, ou buscamos apenas a Ele, para direcionamento? Fomos de seminário em seminário, buscando por propósito na vida, ou encontramos nossa realização nEle?

Eu tenho apenas uma ambição, que é aprender mais e mais, para dizer, apenas, aquelas coisas que o Pai me dá. Nada que eu diga ou faça, por mim mesmo, tem algum valor. Eu quero ser capaz de clamar: “Eu sei que meu Pai está comigo, porque eu faço, apenas, a Sua vontade!”.

Extraído de http://www.worldchallenge.org/en/node/12473
Traduzido por René Burkhardt

34 comentários:

Rita disse...

Paz,
Que beleza de texto,tudo que temos na nossa vida sem Cristo é nada,quando reconhecemos nossa total dependência do Salvador descobrimos que a "sabedoria" carnal é só vaidade,vaidade....

o viver é Cristo mesmo,só na verdade somos livres para dizer...que queres que eu faça Senhor??
E vamos perseverando,sempre nELE.

Paz e graça em verdade e amor!!

René disse...

Pois é, Rita!

Só em Jesus essa rendição, essa submissão, se transforma em liberdade e abundância de vida!!!

Perseveremos sempre nEle!!!

Valeu, Rita!!! Forte abraço e continue na Paz!

Wendel Bernardes disse...

Sabe uma coisa que me arrebata na história de Paulo/Saulo???
O modo como caiu do cavalo certo de suas convicções e levantou escravo da Graça...!

Alan Capriles disse...

Meu amigo René

Que texto excelente! Sei bem o que é "cair do cavalo". Aconteceu comigo, há cerca de três anos, quando fui convencido pelo Espírito Santo de que eu estava indo na direção errada (religiosidade) e com o foco errado (eu mesmo).

Foi um processo doloroso, mas necessário. Desde então diariamente tenho dito ao Senhor "que queres que eu faça?" Porque reconheço que não sei nada... nada...

E como é bom não saber nada além da necessidade que tenho de Cristo e de seu amor e poder para salvar um tão pobre pecador.

Obrigado por nos abençoar com mais essa tradução de David Wilkerson. Um dos poucos pastores que ainda pregam o verdadeiro evangelho.

Um forte abraço, na paz do Senhor Jesus!

CARLOS HERRERA disse...

Olá amigo,

Belo esse texto que vc postou.
De nada adianta ser Pastor de uma igreja cheia de gente, ter um ministério frutifero aos olhos do povo....enfim, tudo isso é importante e fundamental, mas não é o essencial!

o essencial é termos um coração totalmente submetido ao Senhor...é nos rendermos literalmente a Deus...é baixar mãos, armas e escudo..e ter a mesma postura de Paulo: cansei de lutar contra ti, Jesus...Porém, para que isso ocorra, se faz necessário um encontro impactante com o Senhor Jesus!

ABRAÇÃO

Regina Farias disse...

René,

Com essa exposição tão simples e clara do que seja conversão, talvez alguns ex-religiosos insatisfeitos com "o ministério de Paulo" possam começar a se despir da aversão neurótica que se formou em suas mentes diante do que foi imposto como doutrina desde a mais tenra idade.

Texto pra se ler e reler!

Com sua permissão, vou copiar lá no Boraler.

E que Deus continue te iluminando para pregar o Evangelho puro que nos liberta das neuroses.

Abs,

Rê.

René disse...

Wendel,

Esse tombo é extremamente necessário!!! Na verdade, é fundamental! Acho que só assim a gente consegue ter uma visão apropriada da dimensão dessa Graça, a ponto de se render totalmente a ela!!

Abração, meu ILE, e continue na Paz!

René disse...

Alan,

Estamos no mesmo barco!! E o processo é doloroso mesmo, mas hiper-necessário!!! Também parece que, quanto mais a gente se aprofunda na Graça de Jesus, menos a gente sabe! Pelo menos, por nós mesmos!

Mas a grande sabedoria é essa que você citou: não sabermos nada além da necessidade constante que temos de Cristo e de Seu amor!

Forte abraço, também, e muita Paz!

René disse...

Herrera, meu nobre amigo,

Quando constatamos essa necessidade que temos de Cristo e de Seu amor, fatalmente a gente submete, pelo Espírito Santo, nosso coração a Ele!!! Pra isto, é como você disse: a gente tem que baixar mãos, armas e escudo, e parar de lutar contra Ele!

E concordo com você que seja necessário um encontro impactante com Jesus, pra que isso aconteça!

Abração e Paz!

René disse...

Então, Rê,

Veja que o Paulo já tinha ouvido falar de Deus, já tinha decidido servi-lO, mas na sabedoria do homem, na força própria, como homens haviam ensinado a ele.

Foi necessário o encontro pessoal com Jesus, como bem lembrou o Herrera, pra que essa conversão/rendição ocorresse!

E olha com quantas pessoas isso acontece! São muitas que ouvem falar de Deus, de Jesus, até mesmo O percebem através das coisas criadas, no entanto, seguem a rígidos esquemas montados por homens, pensando que se chegarão a Deus com isso! Muitos seguem esses esquemas, para proveito próprio, objetivando algum tipo de lucro pessoal. Mas outros tantos os seguem por engano, pois gostariam mesmo de servir ao Senhor, de coração. Para estes, o Senhor, sempre, providencia esse encontro pessoal, que os liberta das cadeias da religião.

Esses que você citou, que têm aversão neurótica à sã doutrina, por terem aprendido uma doutrina insana, são objeto de tratamento pessoal do Senhor e, certamente, Ele usa esse tipo de texto para alcançá-los.

Vou nem responder sobre 'permissão' pra postagem!

Valeu pelas palavras de bênção!

Forte abraço e continue na Paz!

Cláudio Nunes Horácio disse...

Esta é uma decisão pessoal de sabedoria de saber o que está escolhendo, de caminho árduo de negação de nós mesmos, mas de um refrigério e bálsamos espirituais jamais imaginado por quem ainda não provou. Só assim, neste que é o Caminho, a Verdade e a Vida é que podemos encontrar, verdadeira paz, alegria, felicidade. Paz e bem meu amigo.

René disse...

É isso aí, Cláudio,

Depois de cair do cavalo, Paulo tomou a decisão pessoal de se negar a si mesmo e de se render ao senhorio de Jesus, completamente!

É o que todos deveriam fazer, pra encontrar essa verdadeira paz, e alegria, e felicidade, que você citou!! É o único Caminho!!!

Abração, meu querido amigo, e continue na Paz!

Wendel Bernardes disse...

Cara,
com essa parada de ILE, tô me sentindo umbandista de primeira linha!
Axé, ops... quer dizer, paz!

René disse...

Não sei nem do que você está falando... rsssssssssssss

É só uma questão de dualismo!!!

João Carlos disse...

René, here I am my brother!!!!!!!

Tô "correndo atrás daquela benção" lá, por isso a falta de tempo.

Cara, isso me faz lembrar seu comentário naquele texto que postei semana passada sobre "a verdade está no fundo do poço".

Para alguns não basta apenas cair do cavalo. Tem que cair do cavalo direto na boca do poço, ai - literalmente - o buraco é mais embaixo.

Só assim para cair na real né?

Abração!

JC

René disse...

Bem lembrado, JC!!

Na verdade, considero esse 'cair do cavalo' como um 'chegar ao fundo do poço'. De uma forma, ou de outra, a pessoa perde o chão da sua auto-suficiência e vê que a única possibilidade de vida verdadeira é se rendendo a Jesus!

Grande abraço e continue na Paz, mesmo porque aquela bênção vai chegar! O coração da cidadã foi tocado e vai dar samba! Não estamos chegando no carnaval? rssss

disse...

É mais cedo ou mais tarde todos tem um encontro verdadeiro com Cristo, se não cair do cavalo , ou passar pelo fogo, seja lá qual for o nome que queiram dar, o importante é se render a Ele, e dizer eis me aqui Senhor, e cara quando isso acontece...dói pacas. Mas é necessário que aconteça, eu passei isso a um ano atrás quando vi meu mundo desmoronar e aí eu disse papai me socorre, é claro que já havia passado por muitos, mas ano passado foi o encontro com a graça e misericórdia dEle, a se não fosse este encontro com sua misericórdia seria eu fulminada, total dependência. Ah, não acredito no que a Rô esta falando... você tão cheia de convicções rss, não acredito.
Ah, quanto tempo hein! rss imitando o que você disse pra mim lá no blog. Paz René.

Wendel Bernardes disse...

Ô René,
fala aí pro teu chegado que segundo alguns não 'se corre atrás da benção', ela é que corre atrás de nós.

Triste ver tanta gente boa se perdendo no caminho... ai Jesus!
Revela pro Jotacê o caminho das pedras...
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

René disse...

Rô,

Pois é: quanto tempo!!! Só gostaria que você soubesse que não se trata de tempo perdido, pois foi um tempo dedicado a uma reciclagem com o Senhor, além de um acúmulo de assuntos pessoais que não podiam mais ficar sem atenção. Não foi, de forma alguma, ainda que pudesse parecer, descaso com você ou com quem quer que seja, das muitas pessoas que fiquei sem 'visitar'!

Explicações à parte, vamos lá: é fácil acreditar no que a Rô está falando, porque todos têm suas convicções, mesmo depois desse encontro com o Senhor! Mas, à medida que esse encontro vai se aprofundando, muitas das nossas convicções são transformadas, pra se alinharem, sempre, à vontade de Deus. Digo isto, porque considero esse encontro um ponto inicial de relacionamento nosso com o Senhor, após o qual, tudo nos é ensinado pelo Espírito, cada coisa a Seu tempo, conforme Sua vontade e conforme a necessidade de transformação que tenhamos. Isto quer dizer que, às vezes, uma coisa que necessita urgência no tratamento de uma pessoa, pode ser a última a ser tratada em outra.

Valeu por sua contribuição, através de seu testemunho, Rô!

Forte abraço e continue na Paz, minha amiga!

René disse...

Wendel,

Vou dar o seu recado, não se preocupe!

Ô JC, o Wendel mandou dizer "que segundo alguns não 'se corre atrás da benção', ela é que corre atrás de nós"!

Apesar do recado, meu nome não é Mercúrio!!!

Mas, olha só, Wendel: entendo que o JC foi levado a exercitar sua fé, nessa situação. Há muitos momentos (a maioria) em que somos levados a ficar 'parados', descansando no Senhor. Mas há outros em que somos levados a agir na direção de algo que tenha se tornado impossível, para nós, para demonstração de nossa fé ao 'público assistente' (há uma conspiração). Isto não significa que o impossível vai acontecer por conta do nosso esforço pessoal, pois Deus realiza o impossível conforme a Sua vontade. Mas o Senhor já permite que algo se torne impossível, exatamente pra demonstrar o Seu amor e o Seu poder em nossas vidas e pra que a gente dê essa demonstração de fé!

O caminho das pedras? Acho que ele o conhece melhor do que eu. Mas, já que você insiste, vou mostrar o caminho que eu conheço: "Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: 'Este é o caminho; siga-o'" (achei em Isaías, lá pelo capítulo 30).

Mas você tocou num assunto interessante, ILE: essas apostoladas que têm surgido por aí são de lascar!!! Já pensou se a gente tivesse que correr atrás de bênção? Já pensou se a gente passasse a exigir do Senhor, que as bênçãos nos alcançassem, conforme nossa vontade? É o que pregam e não poderia estar mais afastado da verdade, do que isto!

Abração, ILE/cronista/humorista nota 10 (é de 0 a 10, não de 0 a 100, viu?)!!! E muita Paz!

Regina Farias disse...

René,
Interessante ler isso...
E com base nesses comentários dos tres mosqueteiros em queria compartilhar algo.
Ainda ontem, final de tarde, meu filho mais novo teve que fazer uma viagem rápida a Natal para resolver questões pessoais/profissionais e aí a coisa não estava saindo exatamente como ele planejou e logo tratei de enviar algumas palavras de encorajamento via e-mail.

Seguem abaixo:

Bebeto

Escute - e ponha em prática - este conselho de MÃE e de mulher temente a Deus:

Quando você for realizar qualquer tarefa, principalmente as mais complicadas, coloque SEMPRE no Altar do SENHOR!

Não que ele vá nos atender prontamente quando assim o fizermos, pois Ele não é mero negociante de bênçãos.

Mas com certeza, mesmo que não dê muito certo o que planejamos, ele nos capacitará a nos aquietarmos e a acionarmos o plano B.

Deus é um PAI profundamente amoroso e se agrada do filho que se prostra aos SEUS pés e se coloca em SUA completa dependência.

Pense nisso. E comece a agir assim. Com sinceridade e o coração totalmente à mercê de QUEM tudo pode.

Recolha-se a um lugar isolado, (pode ser um banheiro) e fale com Ele com naturalidade, coloque suas fraquezas aos Seus pés, fale como quem fala com um PAI que quer o melhor para o filho, pois assim Ele é!

Deus te ilumine em seus planos e que esses seus planos sejam os mesmos planos DELE!

Com amor,

R.

Onde tem "Assunto" lá na tela de e-mail eu escrevi "O poder da oração". E quis que ele entendesse acerca da oração, não no sentido de barganha mas de uma intimidade que nos imprime na alma a paz e a segurança que independe de circunstâncias.

Deus é maravilhoso!!!

Rê.

René disse...

Rê (D'Artangnan),

Seu email pro Bebeto é uma prova clara de três coisas: você é mãe, conforme a vontade de Deus; você é uma mulher de Deus; e você tem tido intimidade com Deus!

O que você expressou e a sua intenção, também demonstram que temos aprendido da mesma forma, pelo Espírito Santo: o que conta é nossa intimidade com o Senhor, nossa confiança nEle, nosso descansar nEle, porque Ele é um Pai que Se importa com cada detalhe de nossas vidas e que age Pessoalmente junto a nós, em amor!

Tomara que o Bebeto tenha 'ouvido' você!!!

Valeu por compartilhar este exemplo prático de vida com Jesus, amada amiga!

Regina Farias disse...

Taí,

Gostei da analogia. :)

D´Artagnan de saias que conhece Portos, Athos e Aramis de forma inusitada e que têm um Cardeal chamado Rechilieu como inimigo.

Do rei fiel e amado eu quardo com carinho as pistolas presenteadas pois duelo é proibido. (viajei legal he he)

Enfim, um trio de quatro (no bom sentido) entre intrigas, dramaticidade e comicidade.

Tudo a ver com a obra de Dumas...

René disse...

Foi chá de cogumelo? rssssssss Viajou mesmo!!! Mas gostei da viagem. Bastante interessante mesmo!!!

Acho que isso vai pegar!!! Mas tem mais gente: o Rei Luís XIII (era meio gordinho, não?), que já dá pra se imaginar quem o representa, e a Rainha Ana, atualmente pelas redondezas (geograficamente) do Lula!

Regina Farias disse...

Pois é,

O quadro de participantes é grande.

Noooossa, gostei da "patente" do Cláudio e da Dri (moral) Juro que imaginei de imediato os dois naquela indumentária toda rsss

Ah!E euzinha num ingeri nada não... (Pelo menos não desta vez rs)

Foi a artéria poética que pulsou dicunforça he he

O&A ou A&O tanto faz :)

(Abobrinha é bom e eu gosto)

Regina Farias disse...

Correção: Richilieu

(Quando eu digo que esse teclado é analfa...)

René disse...

Quando li a descrição que você fez, também imaginei os dois com a indumentária!!!

Que pulsação, hein??? Ah eu com uma artéria dessas...

Vamos aproveitar pra dar mais uma corrigida no Cardeal: Richelieu. Têm umas gotas de sangue francês nestas minhas veias (cada vez mais pra véias).

Como eu disse em algum lugar, a ordem dos tratores não altera o viaduto, portanto, A&O (também vale)!

Regina Farias disse...

Falei que meu teclado é analfa...

João Carlos disse...

Vamos comentar aleatoriamente JC, primeiro pra bispa:

1) Trio de quatro só tem um sentido bispa, sua covaaaaaaaaardeeeeee!!!! Ui!!!!!

2)Teclado analfa é ótimo: Cada vez mais cheia de desculpas esfarrapadas...

Agora pro Wendel, cabeça de ervilha torta:

1) To correndo atrás da benção sim meu bródi, na minha vida as paradas não costumam cair do céu não. Se eu aceitar o "não" seco e arregaçante que recebi do Sisu, MEC e algumas pessoas da Unirio eu simplesmente perco minha vaga na universidade.

Pra tú ter uma idéia, comecei "lá em baixo", na base da cadeia alimentar e, agora, já estou falando com o Reitor daquela piroca. Ele me mandou pro diretor de acesso para deschavar minha situação.

Próximo round: 15 de março, pessoalmente com eles (documentadinho, por email).

Se eu não corresse atrás desta parada, seria mais um que levou um nãozão bem grande da cara e enfiou o rabicó no meio das pernas.

Em tempo: Eu sei o que você quis dizer, não tô bravo não, só estou explicando a razão d'eu ter usado esta expressão "correr atrás"...

O,A&G a todos!

René disse...

JC,

Também gostei do teclado analfa! Acho que vou passar a fazer uso disso!!! rssss

Agora, coitado do Wendel: tá sendo massacrado, só porque não está presente! Quando ele entrar aqui, vai acabar com a gente! Ainda bem que você assoprou, depois de morder, que nem eu tinha feito antes!!! kkkkkkk

E que 'G' é esse?

O&A já tá de bom tamanho!!!

Wendel Bernardes disse...

AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
Seus chatos e infames!

Não sabem sacar uma piadinha ridícula basaeda no meu sarcasmo de final de noite?
Vocês estão muito chatinhos pro meu gosto, viu? Só faltam me enfiar versiculos goela abaixo...
Ah, me esqueci, o René já fez isso!
(Putz!)

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Claro que eu saquei tudo de cara JC, sei como são essas coisas, e pode acreditar na ênfase quando digo que EU SEI, ok?
Só falei assim pois me veio à mente uma pregaçãozinha que oivi um tantão equivocada com esse tema muito me voga!

Agora, René, tu me paga!

Falando em dívidas, dá um pulo no meu blog René, tô te indicando, mesmo depois dessa pataquada, para responder ao tal do 'meme'... se já ganhou outro convite também?... então adiciona meu nome na lista de quem te indicou a vamos nessa...


Ora bolas...

Regina Farias disse...

René, taí uma informação para o meu perfil psicológico rss

"Cada vez mais cheias de desculpas esfarrapadas".

Tô por fora, mas se o pastô diz, tá dito

René disse...

Seria um bom começo, Rê, mas não creio que seja por aí!!!

René disse...

Wendel,

Me desculpe! Agora que achei este seu último comentário, do comecinho do dia 4, pendente na moderação! Não tinha visto antes!

Mas não enfiei versículo goela abaixo em você!!! Foi só um exemplo de caminho das pedras, que você MANDOU eu ensinar ao JC!!! Fica brabo não, cara!!

E por que vou pagar algo a você? Que dívida é essa que você me arrumou?