"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

quinta-feira, 28 de abril de 2011

A Paz de Cristo

Rev. David Wilkerson - 19/05/1931 a 27/04/2011
Ontem, 27 de Abril de 2011, o Reverendo David Wilkerson partiu para estar definitivamente com Jesus. Ele era verdadeiramente um homem de Deus, que usou toda a sua vida para tornar visível o Reino de Deus aqui na Terra. Vinte e dois dias antes de completar 80 anos, um acidente automobilístico ceifou sua vida.

Tristeza para nós, que ficamos sem receber os ensinos dados através desse precioso instrumento de Deus, mas, certamente, alegria para ele, que passou a viver junto do Senhor.

Este texto mostra um pouquinho do que ele aprendeu e, incansavelmente, tentava ensinar a todos nós.

Agradeço à Rô, do blog Mulheres Sábias, por ter me dado a notícia.

- por David Wilkerson | 05 de Novembro de 2009

Jesus sabia que os discípulos precisavam do tipo de paz que os acompanhasse por todo e qualquer tipo de situação. Ele disse a Seus discípulos: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou” (Jo 14.27). Esta palavra deve ter impressionado aos discípulos. A seus olhos, esta era uma promessa quase inacreditável: a paz de Cristo deveria se tornar a sua paz.

Esses doze homens se maravilharam com a paz que eles testemunharam em Jesus nos últimos três anos. Seu Mestre nunca teve medo. Ele sempre esteve calmo, nunca se perturbou com nenhuma circunstância.

Nós sabemos que Cristo era capaz de ter medo espiritual. Às vezes, Ele se emocionava e Ele sabia como chorar. Mas Ele levou Sua vida na terra, como um homem em paz. Ele tinha paz com o Pai, paz face às tentações, paz em momentos de rejeição e zombaria. Ele até tinha paz durante tempestades no mar, dormindo no convés do barco, enquanto os outros tremiam apavorados.

Os discípulos tinham visto Jesus ser arrastado ao cimo de um monte, por uma multidão enfurecida, a fim de matá-lO. Mas Ele, calmamente, saiu andando daquela cena, intocado e cheio de paz. Tudo isto deve ter causado discussão entre os discípulos: “Como Ele pôde dormir em uma tempestade? E como Ele pôde ficar tão calmo, quando aquela multidão esteve prestes a jogá-lO em um despenhadeiro? As pessoas zombam dEle, O insultam, cospem nEle, mas Ele nunca reage. Nada O perturba!”.

Agora Jesus estava prometendo a esses homens a mesmíssima paz. Quando ouviram isso, os discípulos devem ter olhado uns para os outros, maravilhados: “Você entende isto? Nós vamos ter a mesma paz que Ele tem? Isto é incrível!”.

Jesus acrescentou: “não vo-la dou como a dá o mundo” (Jo 14.27). Esta não seria a assim chamada paz de uma sociedade alienada e inconsciente. Nem seria a paz temporária dos ricos e famosos, que tentam adquirir a paz de espírito com coisas materiais. Não, essa era a grande paz do próprio Cristo, uma paz que ultrapassa todo o entendimento humano.

Quando Cristo prometeu Sua paz aos discípulos, foi como se Ele estivesse dizendo a eles e a nós hoje: “Eu sei que vocês não compreendem os tempos que vocês enfrentam. Vocês não compreendem a Cruz e o sofrimento que estou prestes a enfrentar. Mas quero trazer o seu coração a um lugar de paz. Vocês não seriam capazes de enfrentar o que está por vir, sem ter a Minha paz eterna em vocês. Vocês precisam ter a Minha paz”.


Extraído de http://davidwilkersontoday.blogspot.com/2009/10/peace-of-christ.html
Traduzido por René Burkhardt

14 comentários:

Conexão da Graça disse...

Que triste perda René, ainda mais nessas condições.
Digo (nessas condições) porque já senti a dor de perder meu irmão em um acidente também.
Triste perda também, pois o mundo fica sem um grande homem, que fez da fé, ética e amor ao próximo sua motivação de viver.
Mas...é a vida!
Um ABRAÇÃO querido,Franklin

René disse...

Sem dúvida, Franklin: triste perda!

Aprendi muito com esse homem de Deus abençoado!

Mas, como você disse, é a vida!

Forte abraço, querido amigo, e continue na Paz!

Rita disse...

Paz de Yahushua pra vc irmão René!

Triste essa despedida para quem fica sem suas maravilhosas mensagens,mas é uma alegria quando sabemos que os quem dormem no SENHOR...dormem!

A Paz que Ele nos da,nos faz livres para simplesmente viver a graça,tal como ela é,sem nos preocuparmos com esse mundo como os demais,pois nosso reino é o dEle,e não é desse mundo,isso é Paz que só entende quem a recebeu.

A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram. Salmos 85:10

Paz,graça,bem e verdade amigo irmão!!
Abraço!

René disse...

Pois é, Rita,

É triste saber que ficamos sem suas mensagens maravilhosas. Desde o início de minha conversão que eu li muitos livros e pregações dele, além de ter assistido vários vídeos. Traduzi textos e vídeos dele, porque valia a pena. Sempre havia uma mensagem de conforto, de esperança e, muitas vezes, exortações.

Mas, agora, ele está nos braços do Senhor, em descanso, e suas obras o seguem. E bota obra nisso!!!

Valeu pelo salmo, querida amiga! Ele é lindo!

Forte abraço e muita Paz!

Wendel Bernardes disse...

Embora David tenha partido, seu legado está de pé...

Ouví uma vez que a bandeira, numa guerra não pode cair! Resta a nós, como herdeiros de seus ensinamentos (de uma forma ou de outra) pegarmos a bandeira do chão e tentar carregá-la com a mesma honradez que ele o fez por tuda a sua longa vida!

Abraço René!

René disse...

Você está corretíssimo, Wendel!!! Isto não é tarefa fácil, mas é o caminho que devemos seguir, uma vez que o principal legado do David é o de se viver o Evangelho com segurança e intrepidez, sempre ouvindo a orientação do Espírito de Cristo.

Detalhe importate: em todos os escritos dele, nesses mais de 60 anos de 'ministério', nunca o vi discutindo teologia, ou tentando impor preceitos humanos a respeito de Deus. Ele sempre focou em Jesus e no Espírito de Cristo!!!

Abração, Wendel!!!

Wendel Bernardes disse...

Isso porquê, como você bem disse no seu comentário, ele manifestava o Espírito de Cristo!
Nunca vimos Jesus ficar de discussõezinhas tolas e sem sentido!
Mansidão, paciência, amor!

Pois é, e ainda dizem que essa gente morreu faz muito tempo... os fiéis sempre existirão, Jesus não morreu debalde!

Abração!

René disse...

É o que acho, Wendel: sempre houve e sempre haverá fiéis!!!

Que possamos ser contados entre eles...

Forte abraço!

Cláudio Nunes Horácio disse...

René, tudo o que senti com a nossa perda deste irmão, sou uma santa inveja dele por estar agora nos braços do Senhor. O mundo sim, perde um bom homem, como você bem disse. Lembremos de Paulo: "para mim o viver é Cristo e a morte é lucro". Paz e bem amigão.

René disse...

Cláudio,

Acho que você definiu com perfeição o sentimento que se passa também dentro de mim: uma inveja santa! Principalmente, com essa frase do Paulo em mente!!!

Abração, meu querido, e muita Paz!

Alan Capriles disse...

Graça e paz, amigo!

Estou chocado com essa notícia. David Wilkerson era um dos poucos pregadores de credibilidade e alcance mundial que tinha a coragem de desmascarar o falso evangelho. Mais ainda: dizer abertamente ter chegado o profetizado tempo da apostasia na igreja. Fui grandemente edificado por suas pregações.

Sei que ele está com o Senhor e também compartilho dessa "inveja santa", pois estar com o Senhor é incomparavelmente melhor. Mas para nós é uma grande perda, devido a credibilidade que esse homem de Deus tinha para com todos.

Mas confio no Senhor, que tem propósitos que não podemos compreender. Espero que o choque desta notícia leve a mim e aos demais pregadores do evangelho a termos ainda mais ousadia e pressa em anunciar a Verdade, pois agora essa responsabilidade certamente aumentou.

E quero lhe agradecer, querido amigo René, pelas pregações do David Wilkerson que você traduziu e que foram tão importantes em minha vida. Espero que consiga tempo para continuar nos abençoando com essas traduções, assim como com os textos que você escreve.

Um forte abraço, no amor de Jesus, nosso Senhor.

René disse...

Então, Alan,

Acho que o choque foi geral, naqueles que conheceram o trabalho do David.

Você lembrou bem sobre ele ter dito abertamente que o tempo de apostasia da Igreja, profetizado na Palavra, já chegou. Foi, inclusive, criticado por isto, pelos pregadores da prosperidade que apresentavam seus mega-números de membros.

Quanto à ousadia e à pressa em anunciar a Verdade, tenho certeza que o Espírito de Cristo encherá os corações certos, como tem feito com você, e criará as circunstâncias propícias para isto.

Várias pessoas têm feito esse trabalho de tradução de textos e vídeos de homens como o David Wilkerson e o Leonard Ravenhill. Junto o meu ao seu agradecimento a essas pessoas por esse trabalho que, realmente, é de grande importância na edificação de muitos.

Abração, meu querido amigo, e continue na Paz!

disse...

Wilkerson postou em seu blog um artigo datado de 27 de abril – o dia da sua morte. Intitulado “Quando tudo mais falhar”, ele incentivou as pessoas que estão enfrentando dificuldades a “permanecerem firmes na fé”.
“Para quem passa pelo vale da sombra da morte, ouça esta palavra: o choro vai durar por algumas noites escuras e terríveis, mas em breve você vai ouvir o sussurro Pai:”Eu estou com você’. Amado, Deus nunca deixou de agir, sempre com bondade e amor. Quando tudo mais falhar, o seu amor ainda prevalece. Segure firme em sua fé. Permaneça firme na sua Palavra. Não há outra esperança neste mundo.” Tremendo!

René disse...

Pois é, Rô,

Eu recebia as postagens dele diariamente, por email automático, e vi essa sua postagem. Realmente, ela é tremenda, bem dentro da linha que ele sempre escrevia: encorajamento, suporte, edificação, confiança irrestrita em Deus, etc.

Valeu!

Continue na Paz!