"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

sábado, 28 de maio de 2011

Por Que Odeio Religião

Estava escrevendo sobre o assunto... de novo! Aí, o Jessé me manda este vídeo. Tudo a ver!

6 comentários:

Conexão da Graça disse...

RENEZÃO, ops, olha a intimidade!rsrsrs

O Mark Driscoll é o Caio Fábio norte-americano.

Gosto da veemência e a forma contundente como ele expõe suas idéias nada convencionais.

Gosto da polêmica não por si própria, mas pela maneira como insta as pessoas a pensarem e emitirem uma opinião saindo da zona de conforto intelectual e psicológica.

Não é polêmica por polêmica, e sim aguçar a capacidade de reflexão das pessoas que em grande parte é passiva.

O Mark Driscoll tem essa capacidade, e esse vídeo que é ótimo, é mais uma amostra do "pra que ele está aí".

Um ABRAÇÃO RENEZÃO, rsrsrs

Franklin

René disse...

Franklin, meu querido amigo,

Tenho certeza de que foi o próprio Senhor que nos levou a essa intimidade, portanto, fique à vontade!!! Na verdade, me sinto honrado por ser amigo de alguém que pertence a uma família de cantores famosos!!! rsssss

Também gosto do Driscoll, pelos mesmos motivos que você citou. E essa pregação dele nos leva, realmente, a pensar e emitir uma opinião, seja a favor, ou contra! Mais do que isto, nos leva a questionar o quanto conhecemos do Evangelho exposto por toda a Palavra de Deus, não só nos livros chamados de evangelhos. Eu, por exemplo, fico extasiado com o evangelho de Jó.

Forte abraço, Franklin, e continue na Paz!

Regina Farias disse...

Já conhecia esse video com esta forma de desmascarar a religiosidade que só nos adoece. A religiosidade que diz que há gente boa e gente má. A religiosidade que estabelece muros bem definidos.

Há quase três anos, "conheci" o MD por meio do meu filho Léo. Essa turminha mais jovem curte muito seus videos. Neste, ele nos alerta para o fato de que TODOS somos maus e que há arrependimento e consequente cura.

Destaque para o equilíbrio que rebate os extremismos e leva a uma alegria calma e genuína.

Evangelho puro.

Valeu pela lembrança!

R.

René disse...

Sem dúvida, Rê, a religiosidade é desmascarada de forma aberta e direta, aqui.

O título retrata bem o que tenho sentido em relação à religiosidade, que tem como resultado colocar o homem em pé de igualdade com Deus, o Criador, através das declarações "Eu fiz!", "Eu conquistei!", "Eu mereço!".

Esta deificação, por sua fez, é a maior promotora da divisão, da discórdia, do preconceito, da seletividade e da falta de amor.

Quando o MD salienta que todos somos maus, está definindo o motivo para o sacrifício de Jesus e demonstrando o poder do Evangelho.

Equilíbrio? Muito!!! Excelente!!!

Forte abraço e Paz!

Cil disse...

Caramba René!
Putz... já fui religiosa e sei muito bem como funciona. Odeio a religiosidade, me dá náuseas de ouvir religiosos... ando seletiva e observadora quanto aos que se dizem conhecedores do "evangelho" mais agem de forma como se nunca tivessem conhecido.
Simplesmente, odeio a religiosidade.

Que vídeo excelente, lembra muito o Caio Fábio, Ricardo Gondim...

Um abraço.
Cil

René disse...

Oi, Cil, que prazer ver você por aqui!!! Seja muito bem vinda!!

Creio que, quando o Espírito de Cristo nos abre os olhos para o quanto a religiosidade é nociva, nossa reação diante dela seja esta mesma que você descreveu com perfeição: náuseas!! Ora, quando o Verbo soltou o verbo contra as religiosidades, não foi à tôa!!!

E você lembrou bem: o 'discurso' do Driscoll lembra muito os do Caio e os do Ricardo, que, há muito tempo, se posicionaram contra as religiosidades também!

Valeu, querida nova velha amiga!!!

Abração e Paz!