"Portanto, ninguém se glorie em homens; porque todas as coisas são de vocês, seja Paulo, seja Apolo, seja Pedro, seja o mundo, a vida, a morte, o presente, ou o futuro; tudo é de vocês, e vocês são de Cristo, e Cristo, de Deus."
PENSE NISTO: "O valor do homem é determinado, em primeira linha, pelo grau e pelo sentido em que se libertou do seu ego!" (Albert Einstein).

domingo, 16 de janeiro de 2011

A Enésima Chance

- por René Burkhardt | 16 de Janeiro de 2011

"A tudo isso tenho obedecido. O que me falta ainda [para ter a vida eterna]?". "Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me" (cfe. Mt 19, Mc 10 e Lc 18).

Palavra super-conhecida! Jesus aproveita a ocasião para falar sobre a dificuldade de um rico entrar no Reino dos Céus, por colocar seu coração nas coisas materiais, ao invés de o colocar em Deus. E, sobre isto, muito se tem pregado! Graças a Deus!

Mas chamo atenção para outro ensinamento que o Senhor nos dá, nesse relato: após o jovem rico se retirar triste, não vemos Jesus correr atrás do rapaz para tentar convencê-lo a mudar seu posicionamento. Muito menos, vemos o Senhor amaldiçoar a esse rapaz. Jesus continua Seu caminho, Seus ensinamentos àqueles que estavam à Sua volta, como se nada tivesse acontecido. E olha que, de acordo com Marcos, Jesus amou aquele jovem (Mc 10.21)! Assim, vemos que, na verdade, aquela não era a última chance do rapaz! O fato de ele ter tido um encontro pessoal com Jesus, de ter conhecido a verdade e, naquele momento, a ter rejeitado, não fez dele um eternamente condenado.

Pedro (e tenho visto que não só ele, me incluo no grupo), do alto de sua soberba, em um de seus famosos rompantes, e no melhor estilo do fariseu que orava junto ao publicano, logo disparou: “Nós deixamos tudo e seguimos Você, Mestre! Então, o que vai acontecer com a gente?”. Em outras palavras, ele quis dizer que eles não eram como aquele rapaz pecador, merecidamente condenado, e que, portanto, mereciam herdar a vida eterna. Já queria ter uma prévia de como seria isto, tamanha sua segurança na sua própria justiça. Logo o Pedro... Logo eu...

Não naquele momento, mas, um pouco mais adiante, Pedro, assim como o jovem rico, também disse ao Senhor que ele faria qualquer coisa para seguir ao Mestre, mas, na mesma noite, disse por três vezes: “Eu não estou com Ele! Eu não O sigo! Eu não O sigo!”. Quantas vezes eu disse o mesmo... (Cada vez mais, berro com Paulo: “Graças a Deus, por Jesus Cristo!”).

Interessante perceber como Marcos diz que Jesus olhou para o jovem rico e o amou, apesar de sua resposta, e como Lucas diz que Jesus olhou para Pedro, quando este O negou! Os dois foram objeto do olhar de amor de Jesus e os dois O negaram! Pedro foi condenado eternamente por isto? Não! Então, não temos o direito de achar que aquele rapaz rico tenha sido condenado eternamente, no momento da sua rejeição à palavra de Jesus. Assim como Pedro se retirou triste, ponderando sobre as palavras do Mestre, o jovem também se retirou triste, ponderando as mesmas coisas! O relato bíblico diz que ele se retirou triste, porque era dono de muita coisa. Ele estava ponderando sobre essas coisas. Este jovem desaparece da história, assim como apareceu: repentinamente! Mas sabemos que a Palavra do Senhor permanece e cumpre o Seu propósito: salvação ou condenação eternas! Então, é correto afirmar que esse rapaz continuou considerando a palavra que Jesus havia dito, até que ela cumprisse o Seu propósito!

Jesus havia dito que, se ele vendesse seus bens, desse o dinheiro aos pobres e O seguisse, ele seria salvo! E Jesus não mente! E Ele não disse que tinha que ser naquele momento! Ele disse que este era o Caminho para a salvação!

Quase que posso sentir a dor que esse jovem sentiu em seu coração, nos dias que se seguiram, cada vez que se deparava com um de seus bens! As palavras de Jesus bombardeando seus pensamentos: “Venda, dê aos pobres e Me siga! Você terá um tesouro no céu esperando por você! O que importa, aqui, é que a gente tenha comunhão!”.

Creiam! Jesus continuou falando com aquele jovem, até Sua palavra fazer o efeito eterno de salvá-lo ou condená-lo, nem que fosse no momento final, em que a morte estivesse retalhando sua carne para levá-lo definitivamente, antes de dar seu último suspiro! Aquela não tinha sido sua última chance, ainda! Foi assim com Pedro e tem sido assim com todas as pessoas!

Depois de Pedro ter negado a Jesus, não uma, mas três vezes em uma mesma noite, o Mestre continuou falando com ele, até que Pedro se convencesse de que tudo o que ele fazia não valia nada diante de Deus. Todo o seu esforço próprio e toda a sua justiça eram trapos de imundície diante do Todo-Poderoso! Jesus disse que Pedro teria sua missão, quando se convertesse dessa maneira de pensar e de ver o Reino de Deus! Ele continuou tendo chances do Senhor, mesmo depois de O ter conhecido e de O ter negado. E, depois de convertido, continuou tendo chances incontáveis de aperfeiçoamento, todas levadas a cabo pelo Senhor!

Enquanto há vida, há esperança! Há esperança de ouvirmos o que o Espírito de Cristo nos diz, de abrirmos mão dos nossos deuses pessoais e de seguirmos a Jesus Cristo! Isto parece um apelo àqueles que ainda não se entregaram ao senhorio de Jesus, e na verdade é, mas também é um apelo àqueles que, como Pedro, ou como o irmão mais velho do filho pródigo, se consideram garantidos no Reino de Deus, sem terem, ainda, compreendido que em sua própria força não chegarão a lugar algum e que, se não se converterem desse pensamento, não farão parte dele!

29 comentários:

Regina Farias disse...

Caramba!

Tapa de luva necessário no MEIO do nosso coração potencialmentre soberbo.

Como precisamos desse alerta!

O tempo todo...

Obrigada e que Deus te ilumine mais e mais!

R.

René disse...

Rê,

Não posso falar pelas outras pessoas, mas sei e declaro que eu preciso desse alerta todos os dias!

Obrigado pelas palavras de bênção!

Bj em seu coração e muita Paz!

Regina Farias disse...

oops, potencialmente rsss

Rita disse...

Paz irmão René!
Mas Deus, não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam; Atos 17:30

O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. 2 Pedro 3:9

Não importa o tempo que passe,se os ouvidos forem circuncidados pela palavra do Senhor ,e o Espírito Santo selar a vontade do Pai,é como vc escreveu,enquanto há vida, há esperança!!

Todos nós temos nosso tempo de tristeza e meditação até que por fim,não por força ou violência Ele nos convence com seu grandioso amor e, deixamos tudo que nos prende ao mundo e a perdição,para ser livres com Ele,salvos por Ele,e definitivamente dEle.

Linda mensagem para todos nós,e uma boa lembrança de que é preciso abrir mão de tudo no mundo,para ter o tudo de Deus!

Paz !

René disse...

Que é isso, Rê...!!! O que é uma letrinha no bojo de suas considerações...

Mas já que insiste, você tem mais uma chance... (ainda não é a enésima) rssss

René disse...

Rita,

Como sempre, você trouxe palavras que engrandecem qualquer texto. Claro que isto é porque a boca fala (a mão escreve) aquilo do que está cheio o coração! E você é bênção pura! Valeu!!!

Forte abraço e muita Paz!

CARLOS HERRERA disse...

Belissimo texto

Renê,
o rapaz se apresenta diante de Jesus com todas as credenciais religiosas para seguir o bom mestre...
jejuava, orava, guardava a lei..enfim...

mas Jesus, que perscruta o coração miseravel do homem, sabia que havia algo que o prendia internamente, que o impossibilitava de segui-lo.

ele preferiu o tesouro da terra em detrimento do tesouro do céu...

precisamos nos livrar de tudo que nos impede de seguir a Cristo...

Pedro Valdo, era um rico comerciante da cidade de Lion no sul frança...quando ele teve um encontro legitimo com Cristo...vendeu todos os bens, dando a metade a familia e a outra aos pobres...e saiu sem um tostao pela europa pregando o evangelho...seus seguidores ficaram conhecido como os valdenses...

voltando...rss interessante na sua abordagem...é a nova perspectiva apresentada...

Aquela Cena narrada nos evangelhos, vaticinam o momento circunstancial...no entanto, assim como Pedro, ele pode ter se voltado para Deus...

como diz a parabola..lança 4 e pega e muitos não dão
certo por muito tempo !

Abração mano querido!

Cláudio Nunes Horácio disse...

René, como fico feliz ao ver o Evangelho de Jesus sendo exposto, nú, explícito assim. Maravilha. Abração.

René disse...

Herrera,

O Espírito Santo fala conosco várias vezes, ao longo de nossa vida. Eu sempre fiquei bolado com os testemunhos do tipo: "O dia que Deus falou comigo, eu O recebi em meu coração!". Isto soava como se Deus fosse aquele cara durão, implacável, que só dava uma chance de salvação pra cada pessoa.

Mas o Evangelho nos mostra exatamente o contrário e, se lermos o AT com atenção, veremos que Deus sempre é longânimo, tardio em irar-Se, misericordioso e que está sempre renovando as chances de salvação!

Nós é que adquirimos o hábito de dizer que aproveitamos a (única) chance que nos foi dada e condenamos aqueles que pensamos que não aproveitaram sua (única) chance. Nos falta misericórdia! Nos falta amor, ao olharmos para os outros!

Valeu pela síntese da origem dos valdenses!

Grande abraço, 'mermão', e continue na Paz!

René disse...

Cláudio,

Deveríamos sempre expor o Evangelho de forma simples, como ele é! Dou graças a Deus, porque você também procura fazer assim!

Abração e Paz!

Alan Capriles disse...

Muito interessante a comparação do jovem rico com Pedro. Sem dúvida, o comentário "deixamos tudo e te seguimos" era uma forma de se mostrar melhor do que aquele rico. No entanto, o "tudo" de Pedro não era o "tudo" daquele jovem, que era dono de muitas propriedades e não apenas de um barco de pesca.

Devemos nos lembrar sempre de não julgarmos o próximo, pois só Deus conhece o coração.

Além do mais, a cada dia temos algo para renunciar e nem sempre atendemos ao apelo do Espírito Santo, quando este nos chama para meditar, orar ou ajudar alguém, e preferimos deitar no sofá e assistir televisão.

Essa é mesmo uma grande lição...

Um forte abraço, amigo, na paz do Senhor Jesus!

René disse...

Alan,

É exatamente como você disse: "Devemos nos lembrar sempre de não julgarmos o próximo, pois só Deus conhece o coração". Julgar todas as coisas é obrigação nossa, mas julgar o que se passa pelo coração de alguém não compete a nós, pois não temos condições pra isto. Ainda assim, insistimos em condenar a muitos!

Abração, querido amigo, e continue na Paz!

Wendel Bernardes disse...

Apóstolo,
brilhante paralelo entre Pedro e o Jovem...
Achei demais também sua inserção no texto (como se já não fosse pessoal de mais escrevê-lo)...

Eu me sinto exatamente assim como o jovem rico (só me 'falta-me o gramúr') tenho muito ainda a deixar, muitos valores (que não são exatamente preciosidades) a liberar... largar!


Como Pedro, sou também um 'traidor' em potencial...
Sei como é René!

Lindo texto,
Grande analogia!

Paz!

Robson Batista disse...

Parabéns pelo blog, ótimos textos! Já estou seguindo, Deus abençoe.

René disse...

Pastor Wendel,

Não dá pra gente não se inserir em uma exortação que vem do Senhor, feita através de nós! Afinal, Ele fala primeiramente com a gente, pra depois a gente compartilhar o que Ele diz.

No mais, agradeço pela suspeita rasgação de seda, que dedico ao Espírito de Cristo, que me trouxe a palavra, não a mim, que sou um servo que não faz nem tudo o que tem que fazer! Se o que faz tudo ainda deve se considerar inútil, imagina...

Abração, meu querido, e muita Paz!

René disse...

Valeu, Robson! Deus o abençoe também!

Wendel Bernardes disse...

Só faço "pseudos-elogios" (rsrsrs) aos que sei que os devolverão ao Espírito de Cristo.
Não há nenhuma façanha em louvar ao homem, masmo que seja um René da vida!
KKKKKKKKKKKK

Valeu!

René disse...

Sacaneia mermo, Wendel!!!

Mas, sendo assim, seus elogios são muito bem vindos!

Abração!!

Wendel Bernardes disse...

Se o amado Apóstolo quiser, posso trocar minha singela 'sacaneada' pela lisonja e bajulação, vossa referendíssima é quem sabe...

Abraços cordiais.
(sem ósculo santo, claro)

René disse...

Nada, Pastor Wendel! Tá de bom tamanho! Como dizia minha avó, "pra quem é, bacalhau basta!". rssss

Repetindo o outro pastor, Gavinhas!!

Wendel Bernardes disse...

Desistiu cedo demais....

rararararararara

René disse...

Deve ter sido por causa do peso da idade!!! Mais algumas décadas e você vai saber o que é isto!!

Wendel Bernardes disse...

Décadas?
Que idade você acha que tenho?
KKKKKKKK
Já sinto TODOS os pesos HOJE meu velho... Sei que vai piorar mas fazer o que né?

(Tenho 35 e já tô gasto pacas!)

René disse...

Então é 'só' uma década e meia!! Tá barato pra caramba! (acho que já ouvi isto em algum lugar) rsss

Wendel Bernardes disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

CARLOS HERRERA disse...

Olá meu mano!

Pelo amor de Deus! fica..vai.. escondendo tesouros dado pelo pai...
Quero ler uma meditação diaria..pô!

lança um livro.."pão diario por Renê "rss
abraço

René disse...

kkkkkkkkkkkk

Menos, Herrera, menos! rsssss

Tenho passado aquilo que o Senhor me entrega, amado amigo! Neste caso, deve ser pão semanal, ou quinzenal, mas não diário! Mas isto é de acordo com a vontade dEle, assim como Ele tem feito através de você!

Abração e Paz!

CARLOS HERRERA disse...

Renê,
tava brincando!rss

Concordo contigo..
tem alguns manos queridos, que postam muitas coisas varias vezes ao dia!
Eu fico loco, por que não dá pra ler tudo...

para mim, o bom é 1 vez por semana, melhor ainda é como vc disse, escrever só por inspiração não importa se é semanal ou quinzenal..

Eu geralmente posto 1 por semana, o resto é algum video ou artigo de outro blog...

bom amigo, vou aproveitar meu feriadão..bye

René disse...

Eu sei que você estava brincando, Herrera! Não se preocupe!

Bom feriado pra você!